Cotidiano

Ar condicionado em casa traz custos da instalação a conta de energia; confira se vale a pena

O sonho de qualquer um em meio ao calor que ultrapassa os 40ºC é ficar no ar condicionado. Porém, ter um aparelho e poder usá-lo tem seus custos. Especialistas explicam o que deve ser analisado antes de colocar a ideia em prática. É preciso levar em consideração todos os custos que envolvem usufruir de um […]

Gabriel Maymone Publicado em 10/10/2020, às 11h54 - Atualizado em 11/10/2020, às 08h14

Para instalar ar-condicionado, deve ser levado em consideração custos desde análise da fiação até conta de energia. (Foto: Reprodução)
Para instalar ar-condicionado, deve ser levado em consideração custos desde análise da fiação até conta de energia. (Foto: Reprodução) - Para instalar ar-condicionado, deve ser levado em consideração custos desde análise da fiação até conta de energia. (Foto: Reprodução)

O sonho de qualquer um em meio ao calor que ultrapassa os 40ºC é ficar no ar condicionado. Porém, ter um aparelho e poder usá-lo tem seus custos. Especialistas explicam o que deve ser analisado antes de colocar a ideia em prática.

É preciso levar em consideração todos os custos que envolvem usufruir de um aparelho que deixa o ambiente fresquinho, desde a compra até o impacto na conta de energia.

O primeiro passo é solicitar a um engenheiro eletricista que faça uma análise na fiação elétrica da residência ou imóvel comercial. Em alguns casos, é necessário trocar o padrão de energia para adequar a rede elétrica ao novo aparelho.

“Normalmente, a rede elétrica instalada nas residências tem uma sobra na carga. Porém, quando a pessoa decide instalar mais de um aparelho, é necessário fazer a adequação, com a troca do padrão”, explica o engenheiro eletricista Valter de Souza Lima.

Uma consulta técnica para a avaliação se a rede elétrica suporta o aparelho custa em torno de R$ 300. Após isso, ainda é necessário que um eletricista passe a fiação do padrão ao quadro geral de distribuição, que custa cerca de R$ 150. Somente com tudo preparado é que chega a vez de instalar o equipamento. O serviço custa em média R$ 300 em Campo Grande.

Além disso, a troca de padrão de energia deve ser solicitada à Energisa. “Deve ser feito um pedido de aumento de carga, que pode ser feito no site”, diz nota da concessionária.

Ar condicionado em casa traz custos da instalação a conta de energia; confira se vale a pena
Com calorão, vendas de ar condicionado disparam nas lojas. (Foto: Leonardo de França, Midiamax)

Próxima etapa

O próximo passo é comprar o aparelho. São várias opções e é possível adquirir um usado. Nos grupos do Facebook, é possível encontrar um modelo de janela até por R$ 250. Se preferir um Split, alguns vendedores anunciam por R$ 700. Já um novo pode ser encontrado a partir de R$ 1.100.

Porém, o ideal é comprar um aparelho novo e mais moderno, pois isso irá interferir em outro ponto importante relacionado aos custos de se ter um ar condicionado: a conta de energia.

Para o engenheiro eletricista Bruno Egues de Arruda, é necessário verificar o adesivo PROCEL, que vem no aparelho. “Lá é fornecido o consumo médio por mês em kWh. Então, é só multiplicar pela tarifa de energia mais impostos. Porém, em média, um ar condicionado de 9 e 12 mil Btus vai representar cerca de R$ 60 a R$ 120 na conta, dependendo do quanto você irá usar”, explica.

Dependendo da situação, nem sempre é possível conseguir comprar os modelos mais eficientes. Foi o caso do eletrotécnico Guilherme Aparecido Guerra, que precisou correr contra o tempo para instalar um ar condicionado em sua casa. “Minha esposa tem pressão alta e, devido ao calor, estava com problemas”, relatou.

Com isso, ele teve que ir até a loja e adquirir um aparelho que estivesse dentro do seu orçamento. “Eu tinha optado em comprar um modelo inverter, que é mais econômico, mas estava além do meu orçamento. Como comprei à vista, levei um modelo normal mesmo”, explicou.

Jornal Midiamax