Cotidiano

Após estragos, Campo Grande tem mais chuva e alerta para ventos de até 100 km/h

Como previsto pela meteorologia e após temporal que causou estragos na tarde de ontem (9), chuva forte atinge Campo Grande, na tarde desta terça-feira (10). O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) emitiu alerta para tempestades acompanhadas de rajadas de vento que podem oscilar de 60 a 100 km/h, alagamento, queda de energia elétrica e granizo. […]

Karina Campos Publicado em 10/11/2020, às 13h50 - Atualizado às 17h39

(Foto: Arquivo/ Leonardo de França, Midiamax)
(Foto: Arquivo/ Leonardo de França, Midiamax) - (Foto: Arquivo/ Leonardo de França, Midiamax)

Como previsto pela meteorologia e após temporal que causou estragos na tarde de ontem (9), chuva forte atinge Campo Grande, na tarde desta terça-feira (10). O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) emitiu alerta para tempestades acompanhadas de rajadas de vento que podem oscilar de 60 a 100 km/h, alagamento, queda de energia elétrica e granizo.

Na Avenida Afonso Pena com Ernesto Geisel, a rua e a calçada chegaram a ficar alagadas, e o nível da água quase superou altura dos pneus dos carros. Apesar disso, até o momento, não houve registro de quedas de árvores na cidade, diferente do temporal desta segunda que derrubou várias plantas e causou interrupção no fornecimento de energia de vários bairros.

O aviso do instituto é de grau severo de perigo em potencial, incluindo cidades do sul do Estado: Antônio João, Aral Moreira, Bonito, Bela Vista, Caarapó, Caracol, Coronel Sapucaia, Dourados, Eldorado, Fátima do Sul, Guia Lopes da Laguna, Iguatemi, Itaporã, Itaquiraí, Jataporã, Jardim, Jateí, Juti, Laguna Carapã, Mundo Novo, Naviraí, Paranhos, Ponta Porã, Porto Murtinho, Sete Quedas, Tucuru, Vicentina e Amambai.

De acordo com o Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima), as chuvas da segunda semana do mês de agosto devem ser mais intensas. Já no fim de semana, O anticiclone começa a influenciar com aberturas de sol mais significativas no centro-sul e a temperatura entrará em elevação.

Jornal Midiamax