Cotidiano

Taxa de isolamento social em MS sobe, mas ainda é a pior do Brasil

É bem verdade que a taxa de isolamento social de Mato Grosso do Sul melhorou significativamente no sábado (18), chegando a 59,5%, bem acima da média pouco superior a 40% dos dias anteriores. Contudo, o percentual não foi suficiente para tirar o Estado da lanterna nacional, sendo ainda o único a ficar abaixo da taxa […]

Humberto Marques Publicado em 19/04/2020, às 17h31 - Atualizado em 18/07/2020, às 00h33

Christinne Maymone apontou que, neste domingo, Estado chegou a 168 casos de coronavírus. (Imagem: Reprodução)
Christinne Maymone apontou que, neste domingo, Estado chegou a 168 casos de coronavírus. (Imagem: Reprodução) - Christinne Maymone apontou que, neste domingo, Estado chegou a 168 casos de coronavírus. (Imagem: Reprodução)

É bem verdade que a taxa de isolamento social de Mato Grosso do Sul melhorou significativamente no sábado (18), chegando a 59,5%, bem acima da média pouco superior a 40% dos dias anteriores. Contudo, o percentual não foi suficiente para tirar o Estado da lanterna nacional, sendo ainda o único a ficar abaixo da taxa de 60% de recolhimento da população, dentro das medidas de enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19).

Os dados são da empresa de geolocalização InLoco, colhidos a partir do monitoramento da movimentação de telefones celulares pelo país. A taxa de isolamento média do país foi de 72%.

Mato Grosso do Sul ficou atrás do Amapá (60%), Sergipe (61%) e Acre (61,1%), com os piores percentuais do país. No outro extremo, o Rio de Janeiro, que presencia um aumento considerável de casos, chegou a 82,3%. Rondônia (80%), Santa Catarina (78,9%) e Tocantins (77,8%) aparecem na sequência dos melhores índices.

Rondônia, por semanas, também figurou entre as últimas posições, ao passo que Santa Catarina começa a relaxar as regras de distanciamento social com a liberação de atividades comerciais e Tocantins registrou, na semana passada, sua primeira morte por Covid-19.

Apesar da lanterna nacional, o índice atingido por Mato Grosso do Sul representa melhora com relação ao histórico. Até 11 de abril, a taxa média de distanciamento foi de 47,7%. No dia 4, atingiu 56,7%.

Apelo

coronavírus, novo coronavírus, pandemia de Covid-19, taxa de isolamento social, Mato Grosso do Sul, pior do Brasil, geolocalização InLoco, 18 de abril de 2020
Taxa de isolamento social de MS é a pior do país. (Imagem: Reprodução)

Neste domingo (19), o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, pediu colaboração da sociedade para que fosse mantido o percentual de isolamento superior a 40%.

“Importante que a gente mantenha essa preocupação, esse alerta e chame todos a contribuir. Converse com sua família, é importante preservar a vida das pessoas”, disse, durante a live do Governo do Estado para divulgar os dados estaduais do novo coronavírus: até as 10h, eram 168 casos confirmados, 43 em investigação e 5 mortes. A média de avanço da doença no Estado é de 6,3 casos por dia, segundo destacou a secretária-adjunta de Saúde de Mato Grosso do Sul, Christinne Maymone.

No país, são 2.347 óbitos, com 206 deles registrados nas últimas 24 horas.

Jornal Midiamax