Cotidiano

SES já identificou 43 que tiveram contato com indígena infectada em frigorífico de Dourados

O secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, afirmou nesta quinta-feira (14) que a vigilância epidemiológica de Dourados já identificou 43 pessoas que tiveram contato com uma indígena com coronavírus. De acordo com Resende, as 43 pessoas foram testadas e aguardam resultado do exame. “A aldeia Jaguapiru e Bororó capto ou primeiro caso e todos […]

Guilherme Cavalcante Publicado em 14/05/2020, às 11h04 - Atualizado às 14h03

None

O secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, afirmou nesta quinta-feira (14) que a vigilância epidemiológica de Dourados já identificou 43 pessoas que tiveram contato com uma indígena com coronavírus.

De acordo com Resende, as 43 pessoas foram testadas e aguardam resultado do exame. “A aldeia Jaguapiru e Bororó capto ou primeiro caso e todos já foram identificados. Estamos fazendo nesse momento 43 exames de pessoas que tiveram contato, para que possamos barrar o surgimento de um surto epidêmico do coronavírus na reserva de Dourados e, ao mesmo tempo, na indústria”, destacou o secretário.

O primeiro caso confirmado é de uma indígena de 35 anos que já está em isolamento domiciliar. Entretanto, para evitar alardes não foi divulgada qual a aldeia que ela reside. A paciente trabalha em um frigorífico do grupo JBS e logo após ser comunicada do resultado do exame, a SES comunicou a diretoria da unidade para as providências relacionadas às medidas preventivas futuras.

O mapeamento dos contatos da paciente com Covid-19 foi realizado pela SES, com apoio do Comitê de Gerenciamento de Crise do Coronavírus e também do DSEI (Distrito Sanitário Especial Indígena). Nas últimas semanas, a secretaria anunciou que ampliaria os testes caso o primeiro caso positivo fosse confirmado em aldeias.

Jornal Midiamax