Cotidiano

Salões de beleza reabrem com 30% da capacidade e não podem oferecer nem ‘cafezinho’

A Prefeitura de Campo Grande autorizou que salões de beleza e clínicas estéticas voltem a funcionar a partir desta quinta-feira (9). Estabelecimentos devem cumprir regras rigorosas: triagem dos clientes na hora do agendamento, manter lotação de 30% da capacidade e nada de oferecer cafézinho ou bolo para consumidores. A reabertura abrange empresas e profissionais autônomos […]

Mylena Rocha Publicado em 09/04/2020, às 09h15 - Atualizado às 12h52

Foto: Ilustrativa/Pixabay
Foto: Ilustrativa/Pixabay - Foto: Ilustrativa/Pixabay

A Prefeitura de Campo Grande autorizou que salões de beleza e clínicas estéticas voltem a funcionar a partir desta quinta-feira (9). Estabelecimentos devem cumprir regras rigorosas: triagem dos clientes na hora do agendamento, manter lotação de 30% da capacidade e nada de oferecer cafézinho ou bolo para consumidores.

A reabertura abrange empresas e profissionais autônomos prestadores de serviços de beleza, como salões, barbearias, maquiadores, esmalterias, clínicas de estética, micropigmentação e tatuagem. Os estabelecimentos devem cumprir regras de biossegurança, confira:

Lotação de 30% e cuidados com higiene

Salões de beleza e estética devem obedecer lotação máxima de 30% da capacidade normal do estabelecimento e devem manter medidas de higiene para evitar a contaminação do coronavírus. 

Recomenda-se ainda que as máquinas de cartões de crédito e débito sejam protegidas com uma capa plástica ou filme plástico transparente de forma que não impossibilite a visão do teclado. As máquinas deverão ser desinfetadas com álcool a 70% a cada uso e proteção plástica deve ser trocada periodicamente.

Os estabelecimentos e profissionais devem atuar também na fiscalização colaborativa com o poder público para coibir e desestimular quaisquer iniciativas que violem as medidas de segurança necessárias e estabelecidas na resolução. Devem ainda, afixar cartazes informativos sobre formas de transmissão e medidas preventivas ao Covid-19, além de medidas de higiene como álcool em gel 70%.

Fazer triagem de clientes

Não é recomendável o atendimento de pessoas com mais de 60 anos ou de outros grupos de risco, como hipertensos e diabéticos, por exemplo. Para realizar o agendamento, o profissional deverá fazer uma triagem dos clientes. Pessoas com sintomas como tosse, dor de garganta ou febre também não deverão ser atendidas.

Manter distanciamento

Respeitar o distanciamento social, mínimo de 2 metros entre postos de trabalho, cadeiras e/ou macas de atendimento, assim como os clientes devem ser acomodados de forma que seja possível manter um distanciamento mínimo de 1,5 metro entre eles. Manter portas e janelas sempre abertas.

Não oferecer alimentos ou bebidas

Não poderá haver a oferta de degustação de produtos aos consumidores, como o tradicional cafézinho ou bolo. Também não poderá haver atividades associadas ao serviço estético que promovam a aglomeração de pessoas no local, como venda de bebidas alcoólicas para consumo no local, prática que era comum em barbearias ou estúdios de tatuagem.

Jornal Midiamax