Cotidiano

Pesquisa aponta que 38% dos campo-grandenses adiaram viagens em 2020 por causa da pandemia

O fim de ano é um ótimo período para viagens, já em janeiro as pessoas começam a se preparar, seja para visitar os parentes, descansar em alguma praia ou conhecer novas culturas pelo mundo. O que muitos não contavam é que 2020 seria afetada pela meio pandemia dos últimos anos, afetando todos os destinos do […]

Gabriel Neves Publicado em 22/12/2020, às 10h44 - Atualizado às 10h48

Leonardo de França, Midiamax, Arquivo
Leonardo de França, Midiamax, Arquivo - Leonardo de França, Midiamax, Arquivo

O fim de ano é um ótimo período para viagens, já em janeiro as pessoas começam a se preparar, seja para visitar os parentes, descansar em alguma praia ou conhecer novas culturas pelo mundo.

O que muitos não contavam é que 2020 seria afetada pela meio pandemia dos últimos anos, afetando todos os destinos do Brasil e mundo e aqueles planos de janeiro acaram indo por água abaixo, ao menos para grande parte do campo-grandenses.

É isso que revela uma pesquisa realizada pelo Observatório de Turismo de Campo Grande em parceria com o Observatório de Turismo de Mato Grosso do Sul, Observatório de Turismo de Bonito e Observatório de Turismo de Corumbá.

A pesquisa feita com 326 moradores de Campo Grande, com margem de erro de 5,6% e grau de confiança de 95%, revela que 94% dos campo-grandeses tinham planos de viajar, mas 76% alterou esse planejamento por conta da pandemia.

Entre os 94% que pretendiam viajar no final do ano, 38% resolver adiar a viagem para o próximo ano e outros 38% revelaram que optaram por cancelar. Apenas 24% decidiram manter suas viagens mesmo com a pandemia.

Das viagens mantidas, 57% aconteceu ou ainda acontecerá no final do ano, com os deslocamentos ocorrendo mais nos meses de outubro, novembro e dezembro.

A grande maioria dos moradores da capital pretendem realizar viagens de no máximo 4750 km de distância, já aas viagens mais longas são planejadas para ocorrerem em 2021, como é possível visualizar no gráfico abaixo.

Os três principais motivos para as viagens são lazer/turismo em 1°, visitar parentes e amigos em 2° e trabalho em 3°. Motivos como turismo cultural, de aventura, de pesca, rural, gastronômico, ecoturismo e viagens de saúde firam em posições abaixo.

Entre os 94% que pretendiam viajar, 58% afirmou que planejam pegar a estrada com familiares que moram na mesma casa, 15% pretendem viajar com amigos e 6% decidiram viajar em grupos, excursões ou com colegas de trabalho.

Jornal Midiamax