Cotidiano

Pela segunda vez, fábrica de ração de MS é autuada em R$ 12 mil por descarte irregular de resíduos

Uma fábrica de ração, em Aparecida do Taboado, a 370 quilômetros de Campo Grande, por descarte irregular de resíduos sem tratamento ao solo. O local foi multado, nesta quarta-feira (23), pela segunda vez em quatro meses. De acordo com a PMA (Polícia Militar Ambiental), a primeira vistoria foi feita no dia 15 de setembro deste […]

Karina Campos Publicado em 24/12/2020, às 16h10 - Atualizado às 16h10

(Foto: Divulgação/PMA)
(Foto: Divulgação/PMA) - (Foto: Divulgação/PMA)

Uma fábrica de ração, em Aparecida do Taboado, a 370 quilômetros de Campo Grande, por descarte irregular de resíduos sem tratamento ao solo. O local foi multado, nesta quarta-feira (23), pela segunda vez em quatro meses.

De acordo com a PMA (Polícia Militar Ambiental), a primeira vistoria foi feita no dia 15 de setembro deste ano, onde encontraram afluentes sem tratamento nas proximidades da empresa. Na época, foram autuados em R$ 10 mil, e corrigiram a irregularidade.

A polícia recebeu uma nova denúncia, e encontraram novamente rejeitos de óleo, que são tóxicos ao solo. O óleo é extraído no processo de extrusão do cozimento de carcaças de peixes coletadas nas pisciculturas da região, tendo alto poder de contaminação no lençol freático.

O diretor da indústria foi notificado a remover todo o material contaminante e a regularizar um sistema adequado de tratamento dos efluentes.

Desta vez, a fábrica foi autuada administrativamente e multada em mais R$ 12 mil. Os responsáveis pelo local também devem responder por crime ambiental de poluição e apresentar um plano de recuperação da área degradada.

Jornal Midiamax