Cotidiano

Pais pedem discussão sobre retorno de aulas de reforço presencial em Campo Grande

Um grupo de pais de escolas particulares de Campo Grande enviaram, nesta segunda-feira (31), um pedido de pauta para a próximo reunião com autoridades da Saúde e a prefeitura municipal, sobre o retorno de aulas de reforço presenciais durante a pandemia de Covid-19, o novo coronavírus. De acordo com um dos organizares da solicitação, Gleidson […]

Karina Campos Publicado em 31/08/2020, às 17h47 - Atualizado em 01/09/2020, às 09h09

(Foto: Ilustrativa/Reuters)
(Foto: Ilustrativa/Reuters) - (Foto: Ilustrativa/Reuters)

Um grupo de pais de escolas particulares de Campo Grande enviaram, nesta segunda-feira (31), um pedido de pauta para a próximo reunião com autoridades da Saúde e a prefeitura municipal, sobre o retorno de aulas de reforço presenciais durante a pandemia de Covid-19, o novo coronavírus.

De acordo com um dos organizares da solicitação, Gleidson Adilan, o pedido foi protocolado pelo Ministério Público de Mato Grosso do Sul, com a intenção de que a prefeitura municipal analise a possibilidade de liberação aos alunos que estão tendo baixo desempenho e dificuldade na aprendizagem durante o isolamento.

“A escola que meu filho estudo oferecia reforço escolar com hora marcada, a prefeitura, por meio de fiscalização, proibiu, sendo que que se enquadra nos mesmos moldes das aulas em cursinho e preparatórios”, disse.

São cerca de 20 pais envolvidos na solicitação, que ressalta que entre as medidas que as unidades podem adotar é oferecer o serviço com agendamento prévio, higienização do ambiente e distanciamento entre alunos.

Jornal Midiamax