Cotidiano

Morre em Campo Grande o ‘pai do SIT’, engenheiro Aroldo Figueiró

O engenheiro-civil Aroldo Abussafi Figueiró, 67 anos, morreu na madrugada desta quinta-feira (29), após complicações cirúrgicas, em Campo Grande. Abussafi também concorreu ao cargo de prefeito de Campo Grande pelo PTN durante as eleições de 2016 e integrou, por três vezes, o Conselho Estadual de Cidades. Engenheiro há 30 anos, supervisionou para o Ministério das […]

Gabriel Maymone Publicado em 29/10/2020, às 08h20 - Atualizado às 14h47

Aroldo Figueiró morreu após complicações cirúrgicas. (Foto: Reprodução)
Aroldo Figueiró morreu após complicações cirúrgicas. (Foto: Reprodução) - Aroldo Figueiró morreu após complicações cirúrgicas. (Foto: Reprodução)

O engenheiro-civil Aroldo Abussafi Figueiró, 67 anos, morreu na madrugada desta quinta-feira (29), após complicações cirúrgicas, em Campo Grande.

Abussafi também concorreu ao cargo de prefeito de Campo Grande pelo PTN durante as eleições de 2016 e integrou, por três vezes, o Conselho Estadual de Cidades. Engenheiro há 30 anos, supervisionou para o Ministério das Cidades os Planos Diretores Participativos de diversas cidades do Estado.

O engenheiro foi o responsável pela criação da Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito em Campo Grande, na gestão do ex-prefeito Juvêncio César da Fonseca.

O Crea-MS (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso do Sul) emitiu nota de pesar pelo falecimento de Figueiró. Atualmente, era o representante do Crea-MS no Conselho Estadual das Cidades.

Figueiró deixa esposa, filhos e netos.

O velório terá início às 10h desta quinta-feira 29, no cemitério Memorial Park, na Rua Francisco dos Anjos – bairro Santa Branca, na Capital.

Jornal Midiamax