Cotidiano

Mais oito cidades de MS prorrogam suspensão das aulas devido ao coronavírus

Devido ao avanço do coronavírus no Mato Grosso do Sul, oito municípios do Estado prorrogaram a suspensão das aulas presenciais. As medidas foram decretadas nesta terça-feira (30). As prefeituras de Aparecida do Taboado, Brasilândia, Jaraguari, Ladário, Naviraí, Paranaíba, Ribas do Rio Pardo e São Gabriel do Oeste utilizaram o Assomasul (Diário Oficial dos Municípios de Mato […]

Dândara Genelhú Publicado em 30/06/2020, às 18h07 - Atualizado em 01/07/2020, às 08h38

Cidade de Naviraí. (Foto: UFMS/Reprodução)
Cidade de Naviraí. (Foto: UFMS/Reprodução) - Cidade de Naviraí. (Foto: UFMS/Reprodução)

Devido ao avanço do coronavírus no Mato Grosso do Sul, oito municípios do Estado prorrogaram a suspensão das aulas presenciais. As medidas foram decretadas nesta terça-feira (30).

As prefeituras de Aparecida do Taboado, Brasilândia, Jaraguari, Ladário, Naviraí, Paranaíba, Ribas do Rio Pardo e São Gabriel do Oeste utilizaram o Assomasul (Diário Oficial dos Municípios de Mato Grosso do Sul) para oficializar as medidas.

As prefeituras de Aparecida do Taboado, Brasilândia, Paranaíba e Ribas do Rio Pardo prorrogaram a suspensão das aulas presenciais até 31 de julho de 2020. Em Jaraguari as aulas foram suspensas pelo mesmo período. Entretanto, no decreto publicado pela prefeitura, também fica definida a suspensão do “transporte público de estudantes”.

Já em Ladário, a prefeitura suspendeu as aulas presenciais de “todas as escolas da Rede Municipal de Ensino, cursos presenciais da Escola de Governo Municipal, Centros de Convivência de Idosos e dos Centros de Referência de Assistência Social”. Assim, o prazo previsto pelo decreto para suspensão das atividades é em 31 de julho.

O município de Naviraí também definiu 31 de julho como data final para suspensão das aulas presenciais. Porém, a medida também é válida para a rede privada de ensino do município.

Por fim, o município de São Gabriel do Oeste também oficializou a prorrogação das aulas presenciais “nas Unidades Escolares e Centros de Educação Infantil da Rede Municipal de Ensino”. No decreto, a suspensão foi definida até 19 de julho.

Aulas Estaduais – Para os estudantes da Rede Estadual de Ensino também houve prorrogação da suspensão das aulas presenciais. Em decreto publicado em 26 de junho, a SED (Secretaria de Estado de Educação) definiu 31 de julho como prazo para suspensão. Com isso, as atividades escolares seguem remotas, tanto pela internet como pelas teleaulas.

Jornal Midiamax