Cotidiano

Mais de 144 mil já declararam imposto de renda em MS

A Receita Federal já recebeu 144.149 transmissões da DIRPF 2020 (Declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física) de contribuintes de Mato Grosso do Sul, até às 9h45 desta terça-feira (7). No país, segundo a Receita Federal, no mesmo horário já foram enviadas 10.248.833 declarações. Ainda segundo a Receita, 60.801 são de Campo Grande, seguida […]

Guilherme Cavalcante Publicado em 07/04/2020, às 10h45

(Foto: Agência Brasil | Divulgação)
(Foto: Agência Brasil | Divulgação) - (Foto: Agência Brasil | Divulgação)

A Receita Federal já recebeu 144.149 transmissões da DIRPF 2020 (Declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física) de contribuintes de Mato Grosso do Sul, até às 9h45 desta terça-feira (7). No país, segundo a Receita Federal, no mesmo horário já foram enviadas 10.248.833 declarações.

Ainda segundo a Receita, 60.801 são de Campo Grande, seguida por 12.560 de Dourados, 5.828 de Corumbá, 8.888 de Três Lagoas e 3.545 de Ponta Porã. Só em Mato Grosso do Sul, 445 mil contribuintes devem entregar as declarações neste ano.

Conforme informações da Receita Federal em MS, a previsão é de um aumento em 3,7% no número de declarações em relação ao ano passado. Em 2019, 428 mil contribuintes fizeram a declaração, enquanto a previsão para este ano é de que 445 mil pessoas declarem o imposto de renda. Em todo o Brasil, 32 milhões de pessoas devem declarar neste ano.

O programa gerador da declaração está disponível no site da Receita Federal. Quem optar por dispositivos móveis, como tablets ou smartphones, poderá baixar o aplicativo Meu Imposto de Renda nas lojas Google Play, para o sistema operacional Android, e na App Store, para o sistema operacional iOS.

A declaração do Imposto de Renda é obrigatória para quem recebeu rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 no ano passado, o equivalente a R$ 2.196,90 por mês, incluído o décimo terceiro. A multa por atraso de entrega é estipulada em 1% ao mês-calendário até 20%. O valor mínimo é R$ 165,74.

O prazo final de entregas foi prorrogado e segue aberto até 30 de junho.

Jornal Midiamax