Cotidiano

Lutando contra a leucemia, mãe de três filhos precisa de doações de plaquetas

Rosiane da Silva Pereira, de 27 anos e mãe de três filhos possui um grande obstáculo na sua vida que é a luta contra a leucemia linfoblástica aguda. Atualmente internada no HRMS (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul), ela encara a batalha, mas precisa de doações de sangue e também das doações de plaquetas […]

Vinícius Costa Publicado em 15/02/2020, às 19h46 - Atualizado em 16/02/2020, às 12h20

(Foto: Reprodução, Arquivo Pessoal)
(Foto: Reprodução, Arquivo Pessoal) - (Foto: Reprodução, Arquivo Pessoal)

Rosiane da Silva Pereira, de 27 anos e mãe de três filhos possui um grande obstáculo na sua vida que é a luta contra a leucemia linfoblástica aguda. Atualmente internada no HRMS (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul), ela encara a batalha, mas precisa de doações de sangue e também das doações de plaquetas para dar continuidade ao tratamento.

A enteada de Rosiane, a atendente Karoline Monique Roja Ormundo, de 26 anos explicou que a madrasta está tomando seis bolsas de sangue por dia e que têm encontrado dificuldade para achar doadores de plaquetas.

“Por conta da epidemia de dengue, estão com mais dificuldades ainda para achar doador de plaquetas”, disse Karoline. A falta das plaquetas poderia prejudicar o tratamento de Rosiane.

Natural de Anastácio, distante a 140 quilômetros de Campo Grande, a mulher está há pouco mais de três anos lutando contra a doença e a família vem fazendo campanha nas redes sociais para que sejam feitas as doações de sangue.

Para fazer a doação de sangue é muito simples. Basta ir até o Hemosul de Campo Grande, na avenida Fernando Corrêa da Costa, 1304 e fazer a doação em nome da paciente Rosiane da Silva Pereira, internada no HRMS. As doações estão sendo recebidas de segunda a sexta-feira, entre às 7h e às 17h30 e no sábado, das 7h às 12h.

Jornal Midiamax