Cotidiano

Com quarentena contra coronavírus, Parque das Nações Indígenas fecha por 15 dias

Para conter o Coronavírus, o Imasul (Instituto de Meio Ambiente) fechou por 15 dias, a partir desta sexta-feira (20) o Parque das Nações Indígenas. A medida faz parte da situação de emergência decretada pelo Governo do Estado. A medida suspende a visitação e o uso público nas Unidades de Conservação de domínio do Estado e […]

Renata Volpe Publicado em 20/03/2020, às 09h24 - Atualizado às 10h50

Recomposição de gabião em lago terá duração de 6 meses. (Arquivo, ,Midiamax)
Recomposição de gabião em lago terá duração de 6 meses. (Arquivo, ,Midiamax) - Recomposição de gabião em lago terá duração de 6 meses. (Arquivo, ,Midiamax)

Para conter o Coronavírus, o Imasul (Instituto de Meio Ambiente) fechou por 15 dias, a partir desta sexta-feira (20) o Parque das Nações Indígenas. A medida faz parte da situação de emergência decretada pelo Governo do Estado.

A medida suspende a visitação e o uso público nas Unidades de Conservação de domínio do Estado e no Parque das Nações Indígenas, pelo prazo de 15 dias, como medida de redução das possibilidades de contágio da doença Covid-19. 

Durante esse período, os portões permanecerão fechados e qualquer contato deverá ser realizado pelos telefones disponíveis no site do Imasul.

Ainda conforme a portaria, ficam suspensas, pelo mesmo período, as atividades no entorno das Unidades de Conservação, inclusive o “Projeto Amigos do Parque”, realizado no Parque dos Poderes e no entorno do Parque Estadual do Prosa.

Jornal Midiamax