Cotidiano

Família faz vaquinha virtual para tratar de bebês que nasceram com retinopatia

Uma família de Campo Grande está pedindo ajuda através de uma vaquinha virtual, recursos para financiar um tratamento nos olhos de duas bebês que nasceram de 26 semanas com retinopatia da prematuridade. Sara e Geovana estão com pouco mais de 50 dias de vida e estão internadas na UTI Neonatal do hospital do El Kadri. […]

Vinícius Costa Publicado em 09/06/2020, às 18h22 - Atualizado em 10/06/2020, às 18h35

(Foto: Divulgação, Vakinha)
(Foto: Divulgação, Vakinha) - (Foto: Divulgação, Vakinha)

Uma família de Campo Grande está pedindo ajuda através de uma vaquinha virtual, recursos para financiar um tratamento nos olhos de duas bebês que nasceram de 26 semanas com retinopatia da prematuridade. Sara e Geovana estão com pouco mais de 50 dias de vida e estão internadas na UTI Neonatal do hospital do El Kadri.

Retinopatia é o termo utilizado para designar formas de lesões não inflamatórias da retina ocular. Normalmente é associada a deficiente aporte sanguíneo. O pai das crianças, Eder Bernardo da Silva explicou que houve uma repercussão muito boa entre as pessoas após o início da campanha da vaquinha e médicos procuraram a família para fazer uma segunda avaliação no quadro das bebês.

“Cada ampola custa R$ 3,7 mil e a princípio, o doutor disse que uma ampola para cada uma seria o início do tratamento, só que ele deixou claro que não ficaria em uma para cada uma e aí foi que decidimos fazer a vaquinha para poder garantir o tratamento mais prolongado”, disse.

Segundo Eder, muitas pessoas tem procurado a família para saber mais sobre o tratamento e eles prontificando para explicar como está a situação das bebês e também a questão da vaquinha e doação. Em breve, a família pretende fazer um agradecimento especial para todos que estão ajudando na arrecadação dos recursos no tratamento.

O tratamento prolongado custa em torno de R$ 10 mil e até o momento, a família conseguiu arrecadar um total de R$ 6.196,00 até esta quarta-feira (10). Para doar algum valor, basta clicar (AQUI) e contribuir com o tratamento da Sara e da Geovana.

(*Matéria atualizada às 18h35 desta quarta-feira, 10 para alteração de informações)

Jornal Midiamax