Cotidiano

Em 2020, queimadas no Pantanal já atingiram mais de 4 milhões de hectares

O pantanal continua sofrendo com as queimadas. Em Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, desde o início do ano, já foram mais de 4 milhões de hectares queimados, 145 mil apenas nos nove primeiros dias de novembro. Conforme dados do Alarmes (Alerta de Área queimada com Monitoramento Estimado por Satélite), disponibilizados pela LASA-UFRJ, nesta […]

Gabriel Neves Publicado em 12/11/2020, às 08h55 - Atualizado às 08h56

Foto: Gustavo Figueirôa | SOS Pantanal
Foto: Gustavo Figueirôa | SOS Pantanal - Foto: Gustavo Figueirôa | SOS Pantanal

O pantanal continua sofrendo com as queimadas. Em Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, desde o início do ano, já foram mais de 4 milhões de hectares queimados, 145 mil apenas nos nove primeiros dias de novembro.

Conforme dados do Alarmes (Alerta de Área queimada com Monitoramento Estimado por Satélite), disponibilizados pela LASA-UFRJ, nesta quarta-feira (11), foram queimados 177 mil hectares entre 25 de outubro e 9 de novembro.

Desse total, 23 mil hectares do bioma estão em Mato Grosso do Sul e 122 mil em Mato Grosso.

Se olharmos desde o início do ano, o bioma já perdeu 4.344.000 de hectares para as chamas, sendo 1.944.000 em MS e 2.400.000 em MT.

Somente em outubro, foram queimados 410 mil hectares do Pantanal localizado em Mato Grosso do Sul e 290 mil em Mato Grosso.

Sem focos de incêndio

Em 2020, queimadas no Pantanal já atingiram mais de 4 milhões de hectares
Imagem de satélite disponibilizada pelo Inpe, sem focos de incêndio em Mato Grosso do Sul. (Foto: Reprodução/Inpe)

De acordo com dados em tempo real fornecidos pelo INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), no momento não há focos de incêndios no Mato Grosso do Sul, com diversas nuvens sobre o estado.

Jornal Midiamax