Cotidiano

Coronavírus: MS supera os 15 mil casos, tem 191 mortes e quase 700 novos positivos

O boletim epidemiológico da Covid-19 em MS trouxe nesta quinta—feira (16) um incremento de 699 novos diagnósticos da doença, elevando o total de confirmações a 15.330 em Mato Grosso do Sul. O boletim também registra mais 8 óbitos, que levam o total de vítimas da doença em MS a 191, conforme a secretaria. Os quase […]

Guilherme Cavalcante Publicado em 16/07/2020, às 12h37

Foto: SES | Reprodução
Foto: SES | Reprodução - Foto: SES | Reprodução

O boletim epidemiológico da Covid-19 em MS trouxe nesta quinta—feira (16) um incremento de 699 novos diagnósticos da doença, elevando o total de confirmações a 15.330 em Mato Grosso do Sul. O boletim também registra mais 8 óbitos, que levam o total de vítimas da doença em MS a 191, conforme a secretaria.

Os quase 700 novos casos superam o incremento do dia anterior em números absolutos, mas incrementam em 4,8% e caracterizam a curva exponencial no Estado. A média é semelhante à de quarta-feira: são 29,1 casos a cada hora, nas última 24 horas e Campo Grande se mantém como líder na estatística, com 316 casos – 45,2% do total apresentado hoje pela SES (Secretaria de Estado de Saúde).

o boletim traz, ainda, um total de 78,831 notificações de Covid-19, das quais 57.532 foram descartadas e 15.330 confirmadas. O Lacen-MS (Laboratório Central de MS) processa 2.077 amostras biológicas, enquanto 3.892 casos aguardam encerramento nos municípios para integrarem as estatísticas devidamente.

Distribuição dos novos casos

Ao todo, 49 municípios dos 79 de MS trazem novos casos. A liderança está em Campo Grande, com 316 novos positivos do total de confirmações desta edição. Dourados volta a ocupar a segunda colocação, com 120 casos, seguida por Bataguassu. São Gabriel do Oeste e Três Lagoas trazem 20, cada. Corumbá vem na sequência com 19, seguida por Itaquiraí (13), Costa Rica (11), Itaporã (10) e Sidrolândia (9).

Antônio João e Aparecida do Taboado figuram com 8 registros, cada, seguidas por Ladário, Naviraí e Rio Brilhante (7, cada), Chapadão do Sul e Sonora (6, cada), Aquidauana, Aral Moreira e Maracaju (5, cada), e Anastácio, Nova Andradina e Ponta Porã (4, cada).

Com 3 registros, estão Amambai, Bonito, Caarapó, Cassilândia, Paraíso das Águas e Ribas do Rio Pardo. Possuem dois registros, cada, Batayporã, Coxim, Deodápolis, Glória de Dourados, Iguatemi, Ivinhema, Nova Alvorada do Sul, Paranaíba e Tacuru. As cidades de Anaurilândia, Angélica, Bela Vista Brasilândia, Camapuã, Douradina, Eldorado, Fátima do Sul, Juti, Rio Verde de MT e Terenos trazem, cada uma, um registro. Porto Murtinho passou por correção, com menos um caso.

Coronavírus: MS supera os 15 mil casos, tem 191 mortes e quase 700 novos positivos
Foto: SES | Reprodução

Óbitos

Mato Grosso do Sul se aproxima cada vez mais das 200 mortes por Covid-19. Nesta quinta, o boletim aponta 8 novas confirmações e total de mortes em 191. Os óbitos foram registrados em Campo Grande (4), Corumbá (2), Cassilândia (1) e Naviraí (1).

Os 191 óbitos reduziram em 0,1% a taxa de letalidade em Mato Grosso do Sul, que retornou ao patamar de 1,2% nesta quinta-feira. Já são surpreendentes 101 mortes somente neste mês de julho, contra 70 em junho, 11 em maio, 8 em abril e um no mês de março.

A estatística também coloca Campo Grande novamente à frente de Dourados, que liderava anteriormente este indicador. São 49 mortes de residentes em Campo Grande, contra 46 em Dourados e 16 em Corumbá. Três Lagoas vem com 8 registros. Em relação à macrorregião, Dourados permanece à frente.

Coronavírus: MS supera os 15 mil casos, tem 191 mortes e quase 700 novos positivos
Foto: SES | Reprodução

Casos ativos e internações

Dos 15.330 casos confirmados de Covid-19 em MS, 9.804 já estão recuperados. O número de casos ativos é de 5.335 pacientes dos quais 5.027 estão em isolamento domiciliar e 308 seguem internados, além de 8 pacientes de outros estados que não integram as estatísticas locais.

Destes 308, 172 ocupam leitos clínicos (104 públicos e 647 privados, além de um internado em SP) e 144 ocupam leitos de UTI (87 públicos e 57 privados. Assim, as taxas de ocupação de leitos públicos de UTI específicos para Covid-19 em MS sofrem leve queda em relação ao dia anterior: dos 225 leitos disponíveis, 119 (55%) estão ocupados. Já em relação aos clínicos houve aumento: dos 737 disponíveis, 241 (33%) estão com pacientes. Nesta conta, vale lembrar, entram tanto casos confirmados como suspeitos.

A maior parte das internações ocorrem na macrorregião de Campo Grande (227 leitos públicos de UTI, ao todo), que tem taxa de ocupação de UTI Covid-19 públicas em 32% e taxa de ocupação global em 76% (aumentou). Dourados (111 leitos) tem 26% dos leitos Covid-19 ocupados e 52% da taxa de ocupação global preenchida (caiu). Da mesma forma, Três Lagoas (35 leitos) tem 26% dos leitos de UTI Covid SUS ocupados (aumentou) e taxa global em 52% (aumentou). Por fim, Corumbá (22 leitos) apresenta 23% das UTI Covid SUS preenchidas (manteve) e 64% de taxa de ocupação global (caiu).

Avanço da Covid-19 em MS

O coronavírus permanece em 75 dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul, o que representa 95% do território estadual. Campo Grande permanece com o maior número de casos, 5.497 (35,86% do total), entre casos ativos e recuperados. Dourados está na sequência, com 3.649 casos (23,8% do total), Três Lagoas (455, 2,97%), Rio Brilhante (454, 2,96%) e Bataguassu (360, 2,35%). Confira na galeria abaixo detalhamentos e taxa de incidência.

Clique AQUI para conferir o boletim na íntegra.

Jornal Midiamax