Cotidiano

O quê ainda está funcionando? Confira como fica o comércio em Campo Grande com quarentena do coronavírus

Além de suspender o atendimento presencial em bancos da Capital, o decreto municipal 14.200, publicado nesta sexta-feira (20), também limitou funcionamento de comércios de Campo Grande. “Fica suspenso , no período de 21 de março a 5 de abril de 2020, o atendimento presencial ao público em estabelecimentos comerciais, agências bancárias e similares e de […]

Guilherme Cavalcante Publicado em 20/03/2020, às 12h16 - Atualizado às 16h00

Foto: Marcos Ermínio | Midiamax
Foto: Marcos Ermínio | Midiamax - Foto: Marcos Ermínio | Midiamax

Além de suspender o atendimento presencial em bancos da Capital, o decreto municipal 14.200, publicado nesta sexta-feira (20), também limitou funcionamento de comércios de Campo Grande.

“Fica suspenso , no período de 21 de março a 5 de abril de 2020, o atendimento presencial ao público em estabelecimentos comerciais, agências bancárias e similares e de casas noturnas em funcionamento no Município de Campo Grande”, diz o decreto.

Os dispostos não se aplicam às atividades internas dos estabelecimentos comerciais, bem como à realização de transações comerciais por meio de aplicativos, internet, telefone ou outros instrumentos similares e os serviços de entrega de mercadorias (delivery).

A suspensão também não se aplica aos seguintes estabelecimentos:

  • Farmácias
  • Hipermercados, supermercados, mercados, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros, quitandas e centros de abastecimento de alimentos.
  • Lojas de conveniência
  • Lojas de venda de alimentação para animais
  • Distribuidores de gás
  • Lojas de venda de água mineral
  • Padarias
  • Restaurantes e lanchonetes
  • Postos de combustível
  • Outros que vierem a ser definidos em ato conjunto expedido pelo gabinete do prefeito e secretarias.

Os casos omissos serão dirimidos pelo Gabinete do Prefeito e pelas Secretarias Municipais de Governo, de Saúde, de Finanças e Planejamento e de Meio Ambiente e Gestão Urbana. Estes estabelecimentos que se enquadram em exceções deverão intensificar ações de limpeza e disponibilizar álcool em gel aos clientes.

Jornal Midiamax