Cotidiano

Com R$ 250 mil em recursos, 33 cidades de MS ganharão brinquedotecas em 2020

Por meio do projeto Casa do Brincar, a Sedhast (Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho) vai disponibilizar R$ 250 mil para que 33 municípios de Mato Grosso do Sul adquiram brinquedotecas em 2020. Serão ao todo 51 unidades, onze delas em Campo Grande. De acordo com a secretaria, será repassado o […]

Ana Paula Chuva Publicado em 01/01/2020, às 14h32

(Ilustrativa)
(Ilustrativa) - (Ilustrativa)

Por meio do projeto Casa do Brincar, a Sedhast (Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho) vai disponibilizar R$ 250 mil para que 33 municípios de Mato Grosso do Sul adquiram brinquedotecas em 2020. Serão ao todo 51 unidades, onze delas em Campo Grande.

De acordo com a secretaria, será repassado o valor de R$ 5 mil – por meio de parcela única –  para cada brinquedoteca, com objetivo de potencializar o fortalecimento de vínculos para crianças de 0 a 6 anos.

As unidades ficarão instaladas dentro do CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) de cada cidade.

Ainda conforme a Sedhast, toda a ação de deliberação do projeto, bem como a escolha dos municípios, e seus detalhes foram discutidos pelo CIB-MS (Conselho Estadual de Assistência Social e a Comissão Intergestores Bipartite de Mato Grosso do Sul).

Em Campo Grande serão 11 brinquedotecas, Corumbá e Dourados receberão quatro cada, em Três Lagoas serão três.

Outras 29 cidades receberão uma brinquedoteca cada, são elas:  Água Clara, Alcinópolis, Amambai, Antônio João, Aquidauana, Bandeirantes, Bela Vista, Bodoquena, Bonito, Brasilândia, Caarapó, Camapuã, Caracol, Coxim, Douradina, Iguatemi, Ivinhema, Jaraguari, Jardim, Laguna Caarapã, Nioaque, Novo Horizonte do Sul, Pedro Gomes, Porto Murtinho, Rio Brilhante, Rochedo, Sidrolândia, Tacuru, Taquarussu.

Jornal Midiamax