Cotidiano

Com obra concluída, unidade de Saúde na Maria Aparecida Pedrossian vai atender a 12 mil pessoas

Foi entregue nesta terça-feira (2), pela Prefeitura de Campo Grande, a reforma da UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) do bairro Maria Aparecida Pedrossian. As obras, visando a melhora da estrutura e do ambiente de atendimento, custaram R$ 171 mil e vão beneficiar mais de 12 mil moradores da região leste da Capital. A […]

Humberto Marques Publicado em 02/06/2020, às 13h14

UBSF da Maria Aparecida Pedrossian atende a moradores de 12 bairros. (Foto: Divulgação)
UBSF da Maria Aparecida Pedrossian atende a moradores de 12 bairros. (Foto: Divulgação) - UBSF da Maria Aparecida Pedrossian atende a moradores de 12 bairros. (Foto: Divulgação)

Foi entregue nesta terça-feira (2), pela Prefeitura de Campo Grande, a reforma da UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) do bairro Maria Aparecida Pedrossian. As obras, visando a melhora da estrutura e do ambiente de atendimento, custaram R$ 171 mil e vão beneficiar mais de 12 mil moradores da região leste da Capital.

A unidade atende, além da Mape, os bairros Residencial Oiti, Jardim Panorama, Jardim Samambaia, Residencial Fernando Sabino, Residencial Vivendas do Parque e os residenciais Dahma I, II, III e IV; com 3 equipes de Saúde da Família e 3 de Saúde Bucal. A unidade integra o programa federal Saúde na Hora, com atendimento estendido à população das 7h às 19h.

Conforme informações do Paço Municipal, a reforma incluiu pintura, troca do telhado, construção de dois banheiros com acessibilidade, rampas e piso tátil na entrada e reforma dos sanitários de uso dos servidores. A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) destacou a equipe de manutenção predial para revitalizar outras áreas do imóvel, e parte do mobiliário foi substituído.

A UBSF da Mape conta com recepção; serviço social; copa; almoxarifado; farmácia; salas de pré e pós consulta, de procedimentos, de inalação, de vacinação, de curativos e de múltiplo uso; consultórios médicos e odontológico; central de material e esterilização; e sanitários. Para a realização da obra, parte dos serviços foram movidos para unidades de Saúde próximas, mas não foi necessário o fechamento total.

Jornal Midiamax