Cotidiano

Com 1,7 mil suspeitas em MS, casos de coronavírus podem ser 75% maiores que os já confirmados

Além dos 2.253 casos confirmados do novo coronavírus em 52 municípios sul-mato-grossenses, outros 1.729 estão sob investigação. Quanto maior a demora, mais difícil fica traçar panorama do real avanço da doença no Estado. Os dados foram disponibilizados em boletim da SES (Secretaria Estadual de Saúde) neste domingo (7). Durante a transmissão do boletim, o secretário […]

Danúbia Burema Publicado em 07/06/2020, às 14h57 - Atualizado às 15h25

(Imagem: Reprodução)
(Imagem: Reprodução) - (Imagem: Reprodução)

Além dos 2.253 casos confirmados do novo coronavírus em 52 municípios sul-mato-grossenses, outros 1.729 estão sob investigação. Quanto maior a demora, mais difícil fica traçar panorama do real avanço da doença no Estado. Os dados foram disponibilizados em boletim da SES (Secretaria Estadual de Saúde) neste domingo (7).

Durante a transmissão do boletim, o secretário Geraldo Resende (PSDB) fez um apelo para que os municípios encerrem as investigações e disse que a SES trabalha em regime de força-tarefa para dar conta da demanda.

“Nós gostaríamos que todos os casos represados em cada município, e temos no boletim o quantitativo município por município de casos abertos sem encerrar, para que possamos fazer ainda nesta semana”, afirmou, em pedido direcionado aos secretários municipais de Saúde e equipes de vigilância epidemiológica.

Dados do boletim mostram que 1.084 casos permanecem sem encerramento nos sistemas das cidades. O número corresponde ao percentual de 10,84% de todas as notificações. Ainda pelo boletim, constam 645 amostras no Lacen (Laboratório Central de Saúde Pública) aguardando resultado.

Conforme o secretário, o maior número de casos em aberto é em Dourados, com 738. A cidade também é a primeira no ranking das confirmações e teve 78 novos casos somente nas últimas 24h, somando 571 no total. Na sequência, a Capital aguarda resposta para 251 suspeitas. Em Fátima do Sul, há 132 pacientes à espera do resultado. Já Rio Brilhante possui 168 casos sem encerramento.

Na transmissão, Geraldo Resende solicitou que as equipes de cada cidade confirmem na tabela o número de casos sem resolução e façam esforço conjunto para finalizar os registros. O descarte dos casos é feito apenas após exame laboratorial.

Jornal Midiamax