Cotidiano

Onda de calor: clima desértico previsto até domingo com máxima de até 42°C

Clima de deserto previsto para esta quinta-feira (10) em Mato Grosso do Sul, com temperaturas que podem atingir até 42°C, acima da média. Conforme aviso meteorológico emitido pelo Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (Cptec/Inpe) uma onda de calor irá atingir o Estado nos próximos dias, permanecendo até domingo (13). Para esta quinta-feira […]

Dayene Paz Publicado em 10/09/2020, às 06h59 - Atualizado às 10h43

None
Onda de calor continua no MS e feriado prolongado não tem previsão de chuva

Clima de deserto previsto para esta quinta-feira (10) em Mato Grosso do Sul, com temperaturas que podem atingir até 42°C, acima da média. Conforme aviso meteorológico emitido pelo Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (Cptec/Inpe) uma onda de calor irá atingir o Estado nos próximos dias, permanecendo até domingo (13).

Para esta quinta-feira (10) as condições de tempo são de céu com poucas nuvens, predomínio de sol e temperaturas elevadas em todas as áreas. A mínima está estimada em 16°C, enquanto a máxima pode chegar aos 42°C no Estado.

Segundo o Climatempo, Campo Grande registra temperatura entre 23°C e 37°C; Dourados: 23°C e 37°C; Três Lagoas: 24°C e 40°C; Corumbá: 24° e 40°C.

Os índices de umidade relativa do ar poderão ficar abaixo dos 12% em Mato Grosso do Sul. Nesta quarta-feira (9) os índices registrados no Estado atingiram 11%. As altas temperaturas acendem o sinal de alerta para que a população redobre a atenção com a saúde.

O valor considerado ideal pela OMS (organização Mundial da Saúde) deve ficar acima dos 60%. Mas diante deste cenário que vem se repetindo no Estado, e que segundo o meteorologista Nathálio Abraão deve se estender até o final de setembro, a população precisa manter alguns cuidados, principalmente com crianças e idosos.

Entre as diversas recomendações para aliviar o desconforto e amenizar a secura está: aumentar a ingestão de líquidos, procurar umectar ambientes seja com aparelho umidificador ou com uma toalha molhada, evitar exposição direta ao sol, fazer refeições leves, usar soro fisiológico nas narinas e olhos, evitar queima de lixo e entulho, e não jogar bituca de cigarro em vegetação.

A atuação dessa massa de ar seco que predomina sobre todo País, inibe a formação de nuvens, aumentando ainda mais a sensação de calor. As temperaturas deverão superar os 40°C em diversos municípios.

Jornal Midiamax