Cotidiano

‘Cãozinho do ar-condicionado’ fica ferido ao morder porco-espinho no Detran-MS

Recentemente, o Jornal Midiamax publicou material sobre um cãozinho vira-lata que aproveitou o ar-condicionado de um bloco da sede do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul), em Campo Grande, para dormir. O animal acabou ficando feriado ao morder um porco-espinho. Segundo uma servidora, os funcionários os tratam com muito carinho, pois, […]

Karina Campos Publicado em 12/10/2020, às 13h58 - Atualizado às 14h04

(Foto: Leitor Midiamax)
(Foto: Leitor Midiamax) - (Foto: Leitor Midiamax)

Recentemente, o Jornal Midiamax publicou material sobre um cãozinho vira-lata que aproveitou o ar-condicionado de um bloco da sede do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul), em Campo Grande, para dormir. O animal acabou ficando feriado ao morder um porco-espinho.

Segundo uma servidora, os funcionários os tratam com muito carinho, pois, aparentemente, os animais foram abandonados na região e o departamento acabou virando um lar para eles. Na sexta-feira (9), notaram que os três cães que vivem por lá estavam machucados depois de encontrarem um porco-espinho. Os próprios servidores se uniram para retirar os espinhos e cuidar dos machucados.

“Resgataram e conseguiram, ali mesmo, retirar os espinhos de um deles, o outro teve que ser encaminhado para a clínica Genesis, onde precisa de ajuda para tratamento, pois a boca ficou bem machucada. “Nós somos do Call Center, ficamos escondidas por trás do telefone, porém com a atitude e amor ao próximo”, explicou.

Eles divulgaram as imagens pelas redes sociais e estão arrecadando verba através de uma vaquinha, para arcar com a clínica veterinária e os medicamentos.

WhatsApp: fale com os jornalistas do Midiamax

O leitor enviou as imagens ao WhatsApp do Jornal Midiamax no número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total sigilo garantido pela lei.

Jornal Midiamax