Cotidiano

Após temporal em MS, apenas prefeitura de Dourados decretou situação de emergência

Mesmo com inúmeros prejuízos causado pela tempestade que atingiu Mato Grosso do Sul, na segunda-feira (26), a Defesa Civil Estadual informou que apenas a prefeitura de Dourados, a 226 quilômetros de Campo Grande, decretou situação de emergência. Mais de 40 árvores caíram durante o temporal em cima de casas e veículos, e na rede elétrica. […]

Karina Campos Publicado em 27/10/2020, às 15h16 - Atualizado às 18h25

Equipes estão nas ruas realizando limpeza. (Foto: Divulgação/Defesa Civil)
Equipes estão nas ruas realizando limpeza. (Foto: Divulgação/Defesa Civil) - Equipes estão nas ruas realizando limpeza. (Foto: Divulgação/Defesa Civil)

Mesmo com inúmeros prejuízos causado pela tempestade que atingiu Mato Grosso do Sul, na segunda-feira (26), a Defesa Civil Estadual informou que apenas a prefeitura de Dourados, a 226 quilômetros de Campo Grande, decretou situação de emergência.

Mais de 40 árvores caíram durante o temporal em cima de casas e veículos, e na rede elétrica. Com isso, cerca de 36 bairros ficaram sem energia elétrica durante a tarde e hoje (27). A concessionária Energisa ainda trabalha na manutenção dos locais.

Foi necessária uma força-tarefa para atender as inúmeras ocorrências registradas, com apoio da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Exército.

Conforme o meteorologista Natálio Abrahão Filho, em apenas 23 minutos, foram suficientes para inundar casas e comércios. As rajadas de vento atingiram 74 km/h.

O município amanheceu com mínima de 16°C e deve atingir máxima de 28°C, mas sem expectativa de chuvas fortes, de acordo com o Cemtec (Centro de Monitoramento de Tempo de do Clima). Tempestades são esperadas para quinta-feira (5).

Outros oito municípios também registraram situação crítica com rastros de destruição: Caarapó, Coronel Sapucaia, Deodápolis, Ivinhema, Itaporã, Juti e Nioaque.

Ainda segundo o departamento, pode demorar mais um dia para contabilização total dos danos.

Em Nioaque, equipes da prefeitura estão nas ruas fazendo limpeza; em Deodápolis uma árvore que impedia a circulação da via teve que ser cortada; na cidade de Ivinhema vários alagamentos e queda de árvores; e em Coronel Sapucaia algumas casas foram destelhadas.

Jornal Midiamax