Cotidiano

Prefeitura decreta toque de recolher em Campo Grande a partir deste sábado

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) transmitiu ao vivo em suas redes sociais: toque de recolher em Campo Grande a partir deste sábado (21), das 22h às 05h, durante 15 dias. Segundo ele, quem estiver com qualquer estabelecimento aberto, ou fora de casa, em aglomerações, após às dez da noite, sofrerá graves consequências. “Vamos prender, se […]

Renata Fontoura Publicado em 21/03/2020, às 16h50 - Atualizado às 21h44

Quem também estiver nas ruas após 22h, serão levados para delegacia. (Foto: Reprodução/Facebook)
Quem também estiver nas ruas após 22h, serão levados para delegacia. (Foto: Reprodução/Facebook) - Quem também estiver nas ruas após 22h, serão levados para delegacia. (Foto: Reprodução/Facebook)

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) transmitiu ao vivo em suas redes sociais: toque de recolher em Campo Grande a partir deste sábado (21), das 22h às 05h, durante 15 dias. Segundo ele, quem estiver com qualquer estabelecimento aberto, ou fora de casa, em aglomerações, após às dez da noite, sofrerá graves consequências.

“Vamos prender, se necessário. Aquele que estiver aberto, além de alvará cassado, vai ser difícil recuperar o local aqui na cidade”, alertou. Além disso, Marquinhos também informou sobre quem precisa do transporte público e tributos municipais. “A partir de segunda-feira (23), estão dispensados quem pega ônibus. Sem prejuízos de salario. E mais: prorrogação e suspensão dos tributos municipais, prorrogar qualquer vencimento”, diz.

As denúncias continuam pelo telefone (67) 3314-9955, ou 153, caso algum local estiver aberto após 22h, vendendo e/ou atendendo e também se tiver aglomeração de pessoas.

Sobre segurança na Capital: 50 viaturas, quatro e duas rodas, 25 cada, serão utilizadas pela Guarda Civil Metropolitana em rondas. Mais de 145 agentes fiscais da Semade estiveram presentes na manhã de hoje.

O prefeito também informou sobre carros de som a partir deste domingo (22) por toda cidade alertando toda população para permanecerem em suas casas.

Atacados, supermercados e mercados devem estar abertos devidamente organizados, sem aglomerações, caso contrário, sofrerão multas.

Jornal Midiamax