Cotidiano

Aeronave colide com pássaros e retorna ao Aeroporto de Campo Grande logo após decolagem

Após colidir com pássaros, o voo 4343 da Azul Linha Aéreas, que decolou da capital de Mato Grosso do Sul com destino a Curitiba (PR), teve que retornar ao Aeroporto Internacional de Campo Grande minutos após a decolagem. A Infraero informou que o voo retornou para o aeroporto de Campo Grande, logo após a colisão […]

Diego Alves Publicado em 16/11/2020, às 22h23 - Atualizado em 17/11/2020, às 09h06

Voo teve que retornar logo após a decolagem (reprodução)
Voo teve que retornar logo após a decolagem (reprodução) - Voo teve que retornar logo após a decolagem (reprodução)

Após colidir com pássaros, o voo 4343 da Azul Linha Aéreas, que decolou da capital de Mato Grosso do Sul com destino a Curitiba (PR), teve que retornar ao Aeroporto Internacional de Campo Grande minutos após a decolagem.

A Infraero informou que o voo retornou para o aeroporto de Campo Grande, logo após a colisão com pássaros para a devida manutenção.

“Bird strike”, é como é chamada na aviação, as colisões de aviões com aves. De acordo com o Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), o Brasil registrou 2.222 ocorrências de “bird strike” de abril de 2018 e abril de 2019

Andorinhas, urubus, gaivotas carcarás, garças, e pombos são as aves que mais frequentemente colidem com aeronaves. Ainda segundo o Cenipa, 34% dos incidentes ocorreram no momento do pouso e outros 26% na decolagem.

Jornal Midiamax