Cotidiano

Xuxa revela série de abusos sexuais de quando era criança

Xuxa, aos 56, decidiu revelar detalhes de uma série de abusos sexuais sofridos por ela entre os 4 e os 13 anos. De acordo com a apresentadora, na época não conseguiu falar o que acontecia. Os relatos foram publicados na coluna de Xuxa na revista Vogue. Ela conta que o primeiro abuso aconteceu por volta […]

Dândara Genelhú Publicado em 26/11/2019, às 07h27

Foto: Brunno Rangel
Foto: Brunno Rangel - Foto: Brunno Rangel

Xuxa, aos 56, decidiu revelar detalhes de uma série de abusos sexuais sofridos por ela entre os 4 e os 13 anos. De acordo com a apresentadora, na época não conseguiu falar o que acontecia.

Os relatos foram publicados na coluna de Xuxa na revista Vogue. Ela conta que o primeiro abuso aconteceu por volta dos quatro anos de idade enquanto ela dormia. A mãe da apresentadora costumava colocar um edredom no chão da casa, no Sul do Brasil, para que ela e os cinco filhos pudessem descansar após o almoço.

“Me lembro de um cheiro de álcool de alguém, uma barba que machucou o meu rosto e algo que foi colocado na minha boca. Acordei dizendo que alguém tinha feito xixi na minha boca e meus irmãos disseram que eu tinha sonhado”, relatou.

O segundo momento que Xuxa lembra de ter sofrido abusos foi aos cinco ou seis anos. A Rainha dos Baixinhos contou que até os primos mais velhos abusaram dela. Num carro de passeio, ela sentiu ser tocada. “Os mais velhos eram pré-adolescentes, primos de segundo grau e amigos muito próximos da família. Sentia tocarem em mim, colocavam o dedo, doía, não sabia distinguir o que sentia, por isso não chorava.”

Xuxa lembrou que foi violada novamente aos nove anos pela mesma pessoa do caso anterior, um homem que vinha ao Rio de Janeiro, onde já morava. “Quando a família dormia, colocava seus dedos por debaixo dos lençóis e me tocava. Nesse tempo, esse parente distante já era um adolescente e sempre que podia me tocava”, conta.

Aos 11 anos, Xuxa lembra que um de seus professores pedia para ela escrever algo na lousa enquanto se masturbava. “Ele disse que queria me deixar só de calcinha e colocar nas minhas coxas. Foi então que eu vi pela primeira vez alguém se masturbar”, relata Xuxa. O tal professor disse que se ela contasse o que acontecia para alguém, seria a palavra dele contra a dela, e que “professor sempre ganha”.

No depoimento à coluna da Vogue, Xuxa relembra até de um namorado da avó, que também mexia com ela. “O barulho que minha avó fazia enquanto cozinhava ou costurava o deixava livre para vir até a porta se tocar me olhando. Uma vez vendo TV, ele acariciou meu cabelo, o cheirou e logo depois desceu a mão para os meus (quase) seios e os apertou. Doeu e eu o fiz parar, e ele disse que era só um carinho e que só o ‘vovô’ podia fazer porque me amava como neta”.

A apresentadora lembrou também dos abusos sofridos por um amigo do pai dela, a quem chamava de padrinho, que dormia de vez em quando na casa deles e se aproveitava da adolescente para cometer os abusos. Segundo ela, o homem chegou a encurrala-lá de 13 anos na parede e tentou beijá-la.

“Queria alertar as pessoas. Nós geralmente não queremos falar, porque é feio, porque não é certo, porque aprendemos que sempre tem que ter um culpado numa situação como essa. E é claro que nos sentimos culpados. E eu me sentia culpada apenas por existir”, finaliza o texto.

Jornal Midiamax