Cotidiano

TJMS realiza 1º depoimento interpretado em Libras de Mato Grosso do Sul

O Fórum de Campo Grande teve o primeiro depoimento especial realizado com um intérprete de Libras na última terça-feira (19).

Dândara Genelhú Publicado em 19/12/2019, às 09h15 - Atualizado às 11h04

Foto: Divulgação/ TJMS
Foto: Divulgação/ TJMS - Foto: Divulgação/ TJMS

O Fórum de Campo Grande teve o primeiro depoimento especial realizado com um intérprete de Libras na última terça-feira (19). O fato inédito aconteceu porque um adolescente com deficiência auditiva era vítima e testemunha de uma ação penal que tramita na vara.

O depoimento foi ouvido pela juíza Helena Alice Machado Coelho, da 1ª Vara da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher. A entrevista aconteceu em uma sala reservada, com a presença da facilitadora em depoimento especial do TJMS  (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), Célia Ruriko I. Wolfring, e do servidor Gustavo Almeida Pereira como intérprete da linguagem de sinais.

Todo o processo de depoimento foi transmitido por videoconferência para a sala de audiências. As perguntas eram enviadas por um ponto eletrônico de comunicação.

Célia conta que o adolescente, que chegou sem saber os detalhes da reunião, ficou a vontade e não precisou passar por constrangimentos durante a entrevista. “Isso porque, se não fosse a participação do servidor Gustavo, deficiente auditivo e fluente em Libras, o depoimento especial do jovem não ocorreria”.

Jornal Midiamax