Cotidiano

Procura por fogos surpreende e preferidos são os menos ‘barulhentos’

Ano Novo sem fogos de artifícios tem graça? Pra muita gente não. As lojas de venda dos produtos e efeitos já estão a todo vapor em Campo Grande. Atualmente, só existem duas: Brasfogos, na rua Sete de Setembro, e a Pirofogos, na avenida Ernesto Geisel. O Jornal Midiamax foi até os locais conferir como estão […]

Renata Fontoura Publicado em 28/12/2019, às 12h13 - Atualizado em 29/12/2019, às 08h40

Explosivos coloridos são os mais procurados pelos clientes. (Foto: Leonardo de França, Jornal Midiamax)
Explosivos coloridos são os mais procurados pelos clientes. (Foto: Leonardo de França, Jornal Midiamax) - Explosivos coloridos são os mais procurados pelos clientes. (Foto: Leonardo de França, Jornal Midiamax)

Ano Novo sem fogos de artifícios tem graça? Pra muita gente não. As lojas de venda dos produtos e efeitos já estão a todo vapor em Campo Grande. Atualmente, só existem duas: Brasfogos, na rua Sete de Setembro, e a Pirofogos, na avenida Ernesto Geisel. O Jornal Midiamax foi até os locais conferir como estão as vendas neste dias que antecedem a virada.

Comparando ao ano passado, 2019 está sendo muito melhor nas vendas. “Estamos vendendo bastante.  Está bem melhor. Desde o começo de dezembro vem cliente. O pessoal decidiu comemorar mais, economia deu uma melhorada, então não estão deixando de vir”, declara Álvaro Gasparetto, proprietário da empresa.

Os carros-chefes de vendas são os coloridos, segundo Irene de Lima. “A procura está bem legal. As pessoas estão buscando novidades nos produtos, querem efeitos diferentes. Um dos mais vendidos é o de efeito vulcão e os com mix de cores”, afirma a sócia-proprietária da loja, que existe há mais de 40 anos na Capital.

Por causa da discussão sobre o barulho e os efeitos que os produtos causam em animais domésticos, a preferência está sendo pelos menos estrondosos. “Isso tudo é muita polêmica, é exagero. A maioria dos clientes tem cachorros. Vêm, escolhem e soltam. Não deixam de comprar”, aponta Irene.

As duas lojas vão estar abertas até o dia 31 e pretendem esvaziar as prateleiras. Alberto Kalach é cliente há anos de um dos locais e sempre marca presença no final de ano. Dessa vez, estava levando três caixas dos artigos. “Eu adoro. Sou fanático! Até dar a hora eu estou soltando”, diz rindo.

Lembrando que é preciso ter muito cuidado na hora de manusear os produtos explosivos. O Corpo de Bombeiros Militar alerta para acidentes graves, como queimaduras, amputações, perda da visão e lesões auditivas. Qualquer problema, deve acionar os serviço de emergências: Corpo de Bombeiros (193) e SAMU (192).

Jornal Midiamax