Cotidiano

Procon suspende venda de gás em distribuidora sem alvará e autorização dos Bombeiros

Após denúncias de consumidores, o Procon Estadual (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor) suspendeu a venda de gás de cozinha em uma distribuidora irregular. A diligência foi feita com a participação do Decon (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes contra as Relações de Consumo) em uma distribuidora no bairro Nova Campo Grande. O Procon […]

Mylena Rocha Publicado em 31/01/2019, às 07h44

Foto: Divulgação/Procon
Foto: Divulgação/Procon - Foto: Divulgação/Procon

Após denúncias de consumidores, o Procon Estadual (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor) suspendeu a venda de gás de cozinha em uma distribuidora irregular. A diligência foi feita com a participação do Decon (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes contra as Relações de Consumo) em uma distribuidora no bairro Nova Campo Grande.

O Procon explica que foram encontradas diversas irregularidades e entre elas, não havia condições para o armazenamento do produto, como gaiolas. Os botijões de gás ficavam armazenados no terreno aos fundos da casa. Além disso, a empresa não apresentou alvará de localização e funcionamento e documentos de autorização e vistoria do Corpo de Bombeiros. Segundo o dono do local, os documentos estão vencidos desde 2016.

“O local não expõe tabela de preços, não possui Código de Defesa do Consumidor para acesso dos consumidores e, além disso, não está fixado o número 151, do Procon/MS, para reclamações”, informou o órgão de defesa do consumidor.

Devido aos problemas encontrados, foram apreendidos 51 botijões. “A fiscalização está atenta ao funcionamento das empresas em geral e não há dúvida de que a armazenagem de produtos considerados perigosos despertam atenção ainda maior pelo risco que representa” afirma o superintendente do Procon, Marcelo Salomão.

Jornal Midiamax