Cotidiano

Mutirão contra a dengue elimina mil criadouros do mosquito no bairro Vida Nova

Um mutirão de combate ao mosquito Aedes aegypti na região do Vida Nova, em Campo Grande, eliminou mais de mil depósitos potenciais criadouros do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. A ação neste sábado (27) mobilizou cerca de 60 agentes de endemias, gerentes e supervisores da CCEV (Coordenadoria de Controle de Endemias Vetoriais) da […]

Mylena Rocha Publicado em 29/04/2019, às 12h53

Foto: PMCG
Foto: PMCG - Foto: PMCG

Um mutirão de combate ao mosquito Aedes aegypti na região do Vida Nova, em Campo Grande, eliminou mais de mil depósitos potenciais criadouros do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. A ação neste sábado (27) mobilizou cerca de 60 agentes de endemias, gerentes e supervisores da CCEV (Coordenadoria de Controle de Endemias Vetoriais) da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) e trabalhadores do Proinc (Programa de Inclusão Social).

Foram aproximadamente mil imóveis e depósitos inspecionados e mais de 60 focos do mosquito Aedes aegypti eliminados. Nestas ações, os agentes realizam as vistorias em imóveis e terrenos baldios, além de atuar na remoção de materiais inservíveis e eliminação e identificação de depósitos e focos do mosquito Aedes aegypti.

A cada semana a coordenadoria define um local estratégico visando a diminuição na incidência das doenças transmitidas pelo mosquito, em especial a dengue. De janeiro até o dia 23 de abril, foram notificados 24.054 casos de dengue no município, sendo 4.531 confirmados e seis óbitos.

Jornal Midiamax