Cotidiano

Educação inaugura 15º parquinho de pneus e contempla Emei ‘São José’

PMCG O projeto “Arte com Pneus”, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação (Semed), em parceria com a Agência Estadual do Sistema Penitenciário (Agepen) inaugurou, nesta quinta-feira (19), o 15º parquinho, contemplando a Emei “São José”, no bairro Pioneiros. Ao todo, já foram entregues, desde 2017, 14 parquinhos que contam com brinquedos que têm diversas funções […]

Diego Alves Publicado em 19/12/2019, às 23h28 - Atualizado às 23h32

Assessoria
Assessoria - Assessoria

PMCG

O projeto “Arte com Pneus”, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação (Semed), em parceria com a Agência Estadual do Sistema Penitenciário (Agepen) inaugurou, nesta quinta-feira (19), o 15º parquinho, contemplando a Emei “São José”, no bairro Pioneiros.

Ao todo, já foram entregues, desde 2017, 14 parquinhos que contam com brinquedos que têm diversas funções pedagógicas e atendem desde o desenvolvimento da coordenação motora até aprendizado de cores.

Os alunos da Emei “São José” foram contempladas com 12 peças dos mais variados brinquedos, como centopeia, quadriciclo, triciclo, carrinho de kart, girafa e circuito psicomotor.

O projeto tem o intuito de minimizar o impacto ambiental, por isso, desde sua criação, já foram retirados de circulação, 7527 pneus. O projeto também visa dialogar com os profissionais envolvidos com a questão pedagógica, mostrando como se trabalhar com pneus, além de oferecer um espaço de lazer para as crianças, cultivo de hortaliças e flores, promovendo a reciclagem e conscientização ambiental.

O objetivo também é ressocializar os detentos que atuam na produção das peças, envolvendo as crianças, professores, funcionários, pais e comunidade presidiária nas questões ambientais, trabalhando a interdisciplinaridade e valorizando a criatividade dos alunos.

Já receberam o parquinho de pneus as Emeis Ayd Camargo César, Caic Rafaela Abraão, Campo Verde, Professor Valdomiro Alves Gonçalves, Eloy Souza da Costa, Marco Antonio Santullo, Elza Francisca de Souza Maciel, Novos Estados, Paulino Romeiro Paré, Vera Alba Congro Bastos, e as escolas Carlos Vilhalva, Licurgo de Oliveia Bastos, Maria Regina de Vasconcellos Galvão e Santos Dummont.

A Secretária de Educação, Elza Fernandes, falou da importância das parcerias que a Semed teve com outras instituições e ressaltou o apoio de toda a comunidade escolar.

“É uma grande satisfação estarmos hoje entregando esse parque, porque nós olhamos e podemos ver que há atrás desses brinquedos, dessa confecção, todo um trabalho que é realizado, não só na questão ambiental, mas também com os detentos lá no presidio. Nós fizemos varias parcerias e devido a elas conseguimos benefícios, como o muro da unidade, que trás mais segurança para as crianças. Tenho que agradecer o empenho, a dedicação e o amor de cada servidor, dos pais que atendem nossos alunos, pois nosso objetivo é dar o melhor atendimento para essas crianças.”

Aprendizagem

O diretor da Agencia Penitenciária do Estado de Mato Grosso do Sul – Agepen, Audi Oliveira Chaves, comentou sobre a parceria com a Secretaria de Educação.

“É gratificante para a Agepen fazer parceria principalmente com a Semed e dizer que ‘as crianças são o futuro do país’. Se queremos um futuro diferente, temos que fazer diferente, então é isso que a Agepen tem buscado.”

A diretora Maria Luísa Alves, diretora da Emei, explicou o que os brinquedos com pneus podem proporcionar na questão da aprendizagem das crianças.

“É simplesmente a realização de um sonho, porque a gente sabe o quanto as crianças necessitam de um espaço múltiplo como esse. Estamos fazendo também um grande favor a natureza. Estamos retribuindo tirando pneus e reaproveitando. Os brinquedos proporcionam o lúdico e podemos fazer intervenções quanto ao comportamento no trânsito, de aguardar a vez de subir no brinquedo, de relação interpessoal. São vários aprendizados.”

Luís Eugenio de Oliveira Paulon, presidente atual da Associação de Pais e Mestres – APM, falou que o parquinho de pneus vai proporcionar para as crianças a socialização.

“O parquinho vai ser bacana, as crianças estavam precisando de um espaço. Conseguimos ampliar o espaço também do muro e agora as crianças estão com um leque maior de espaço. Com o brinquedo as crianças aprendem o coletivismo de ficar juntas.

Para Aquila Oliveira da Silva, do lar, mãe de Isca de Oliveira, de três anos, que estuda na unidade comenta que o parquinho vai ajudar nas atividades físicas.

“O parquinho é muito bom, bonito e tem bastante modalidades pra eles brincarem e se desenvolver bastante. Meu filho gosta de correr, pular e ficar brincando. Eu acredito que meu filho vai desenvolver bastante a coordenação motora.”

Jornal Midiamax