Cotidiano

Diagnosticado com dengue, policial civil precisa de doação de sangue

O investigador José Luiz Campo de Barros está internado no Hospital do Pênfigo em Campo Grande diagnosticado com dengue. Em campanha o Sinpol (Sindicato dos Policiais Civis de Mato Grosso do Sul) e a Policia Civil  estão pedindo doações de sangue urgentes para o policial. As doações devem ser feitas em nome de Barros, e […]

Ana Paula Chuva Publicado em 11/04/2019, às 17h20 - Atualizado em 12/04/2019, às 09h44

Foto: Divulgação Sinpol-MS
Foto: Divulgação Sinpol-MS - Foto: Divulgação Sinpol-MS

O investigador José Luiz Campo de Barros está internado no Hospital do Pênfigo em Campo Grande diagnosticado com dengue. Em campanha o Sinpol (Sindicato dos Policiais Civis de Mato Grosso do Sul) e a Policia Civil  estão pedindo doações de sangue urgentes para o policial.

As doações devem ser feitas em nome de Barros, e podem ser de qualquer tipo sanguíneo. O Hemosul fica localizado na avenida Fernando Corrêa da Costa, 1304 – Centro.  O telefone para informações é 3312-1500 ou 3312-1517. O horário de funcionamento é de segunda à sexta das 7h às 17h, e aos sábados das 7h às 12h.

Quem pode doar

Para doar sangue é preciso seguir algumas regras: estar munido com documento oficial com foto, como a carteira de identidade ou de motorista.

Os doadores precisam ter de 16 a 69 anos. Há uma ressalva para quem tem 16 e 17 anos: o menor de idade tem que estar acompanhado de pai ou mãe ou responsável legal, ou então, pode retirar na unidade de doação um modelo de declaração (também disponível no site), levar para mãe, pai ou responsável legal assinar e aí reconhecer firma desta assinatura. Se o menor de idade for emancipado pode ir sozinho ao Hemosul e apresentar o documento de emancipação. Se for casado, levar a certidão de casamento que já é suficiente para a liberação.

Embora a lei permita a doação de pessoas abaixo de 50 quilos, a Rede Hemosul reserva-se o direito de aceitar apenas doadores com 55 kg ou mais, para a melhor utilização do sangue coletado e segurança do doador.

O doador deve estar bem alimentado para doar sangue. Não se pode doar sangue em jejum. Mas deve-se evitar alimentos com excesso de gordura quando for realizar a doação. É recomendado alimentação saudável.

Jornal Midiamax