Cotidiano

Com plantão neste sábado, Prefeitura espera arrecadar R$ 10 milhões em Refis Natalino

O movimento na Central do IPTU em Campo Grande é fraco neste sábado (30), último plantão especial antes do vencimento do Refis, na próxima quinta-feira (5). No entanto, a prefeitura acredita que os contribuintes devem realizar o acordo na última hora. O secretário Municipal de Planejamento e Finanças, Pedro Pedrossian Neto, acredita que muitos contribuintes […]

Dayene Paz Publicado em 30/11/2019, às 11h51 - Atualizado às 16h53

Prefeitura acredita que contribuintes devem pagar na última hora (Foto: Marcos Ermínio)
Prefeitura acredita que contribuintes devem pagar na última hora (Foto: Marcos Ermínio) - Prefeitura acredita que contribuintes devem pagar na última hora (Foto: Marcos Ermínio)

O movimento na Central do IPTU em Campo Grande é fraco neste sábado (30), último plantão especial antes do vencimento do Refis, na próxima quinta-feira (5). No entanto, a prefeitura acredita que os contribuintes devem realizar o acordo na última hora.

O secretário Municipal de Planejamento e Finanças, Pedro Pedrossian Neto, acredita que muitos contribuintes devem aproveitar o décimo terceiro salário para fazer o pagamento. “Acreditamos que iremos fazer mais de R$ 10 milhões em receita”, acrescentou. A Central do IPTU recebe cerca de mil pessoas diariamente.

Pedrossian Neto também lembrou que os carnês do IPTU 2020 já começaram a ser enviados aos contribuintes. A arrecadação pode chegar a R$ 600 milhões. “R$ 200 milhões poderão ser arrecadados já em janeiro e fevereiro”, informou.

Descontos

O Refis Natalino oferece desconto de até 90% da atualização monetária, dos juros de mora incidentes sobre o valor do crédito tributário e multa, quando houver. No caso de parcelamento ou reparcelamento em até seis vezes, a remissão será de 75%. Para quem pagar em 12 parcelas, o desconto cai para 30%.

“Nosso objetivo com o Refis de Natal é dar oportunidade aos contribuintes campo-grandenses de regularizar débitos tributários e não tributários vencidos até a vigência desta Lei, estando estes inscritos ou não em dívida ativa, ajuizados ou não, com exigibilidade suspensa ou não. As dúvidas podem ter tiradas por meio do telefone 156”, explica Pedro Pedrossian.

O atendimento acontece na Central do IPTU, da Rua Arthur Jorge, nº 500, é das 8 às 16 horas, inclusive no horário do almoço. São 50 guichês disponíveis para o atendimento.

Jornal Midiamax