Cotidiano

Black Friday, 13º salário e nova 14 de Julho: expectativa toma conta de comerciantes no Centro

Gerentes e proprietários de lojas que ficam no Centro de Campo Grande estão otimistas com as vendas na Black Friday, que acontece nesta sexta-feira (29) em todo o mundo. Os empresários apontam alguns fatores que devem aquecer as vendas deste ano, como o pagamento da primeira parcela do 13º salário e a reinauguração da Rua […]

Cleber Rabelo Publicado em 26/11/2019, às 13h44 - Atualizado em 27/11/2019, às 09h06

Minamar Júnior, Midiamax
Minamar Júnior, Midiamax - Minamar Júnior, Midiamax

Gerentes e proprietários de lojas que ficam no Centro de Campo Grande estão otimistas com as vendas na Black Friday, que acontece nesta sexta-feira (29) em todo o mundo. Os empresários apontam alguns fatores que devem aquecer as vendas deste ano, como o pagamento da primeira parcela do 13º salário e a reinauguração da Rua 14 de Julho, no Centro de Campo Grande.

Isadora Silis, líder de uma loja de joias que fica no cruzamento da Avenida Afonso Pena com a Rua Barão do Rio Branco, está apostando nos descontos de até 50% nas peças e na divulgação do comércio nas redes sociais.

“Publicamos nossas promoções no Facebook e no Instagram. Tem gargantilha de ouro 18 quilates que custava R$ 803 e caiu para R$ 365; anel de R$ 657 por R$ 399, o que não falta é promoção. Vendemos R$ 16 mil na última Black Friday e esperamos faturar R$ 20 mil nesta sexta”, conta.

Black Friday, 13º salário e nova 14 de Julho: expectativa toma conta de comerciantes no Centro
A líder de uma loja de joias no Centro, Isadora Silis, espera faturar 20 mil nesta Black Friday (Foto: Minamar Júnior)

A proprietária de uma loja de roupas, Leila Graciano, acredita que a reinauguração da 14 de Julho será um fator determinante para as vendas, não só neste fim de semana, mas para o Natal também.

“Com as obras, muita gente deixou de comprar no Centro e foi para os shoppings e lojas em bairros. Agora é o momento para voltar com tudo, nossos preços estão bons e temos peças a partir de R$ 20. Esperamos que, com a reinauguração da 14 de Julho, o povo volte a frequentar o Centro, não só na Black Friday, mas nos outros dias também”, diz.

A gerente de uma loja de presentes, Jéssica Goes de Oliveira, conta que o proprietário está apostando em bons resultados na Black Friday desta sexta-feira. De acordo com Jéssica, o estoque da loja foi renovado para essa ocasião.

“Estamos com peças novas, desde sutiãs até mochilas. Vamos colocar itens que não estavam saindo, por um preço bem mais em conta. Vamos torcer para todo mundo receber a primeira parcela do 13° e vir gastar no Centro”, disse.

Jornal Midiamax