Cotidiano

Tamanduá visita sede de promotoria e deixa servidores do MP presos em MS

Um dia após presença de uma ‘gangue’ de quatis surpreender quem andava pelo Parque dos Poderes, em Campo Grande, foi a vez dos servidores do MP-MS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) receberem a visita ilustre de uma tamanduá na tarde desta sexta-feira (8). Servidores da promotoria de Justiça de Brasilândia, município distante 366 […]

Maisse Cunha Publicado em 08/06/2018, às 16h37 - Atualizado em 09/06/2018, às 12h58

None

Um dia após presença de uma ‘gangue’ de quatis surpreender quem andava pelo Parque dos Poderes, em Campo Grande, foi a vez dos servidores do MP-MS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) receberem a visita ilustre de uma tamanduá na tarde desta sexta-feira (8).

Servidores da promotoria de Justiça de Brasilândia, município distante 366 km de Campo Grande, se assustaram com o tamanho do animal que passeava no meio do expediente.

Depois se exibir sua imagem pelo pátio da repartição pública, o animal foi retirado do local com a ajuda da Polícia Militar e levado para um terreno nos arredores, até a chegada do resgate.

Confira o flagrante:

Quatis

A gangue dos quatis voltou a atacar nesta quinta-feira (7) no Parque dos Poderes, em Campo Grande. Andando sempre em grupos, os animais saíram da mata para buscar comida na Assembleia Legislativa. Atraíram a atenção de todos e, como não conseguiram comida com os trabalhadores e moradores do bairro, ‘atacaram’ as lixeiras.

Por volta das 12h desta quinta, um grupo com pelo menos 12 animais surpreendeu quem andava pelas ruas do bairro e ‘atacou’ uma lixeira. Apesar de ser uma cena relativamente comum, a ação da gangue sempre atrai cliques de máquinas fotográficas e celulares.

Jornal Midiamax