Cotidiano

Prefeitura e MPE querem mais rigor na fiscalização de asilos da Capital

Critérios para emissão de alvarás também serão aprimorados

Maisse Cunha Publicado em 31/01/2018, às 18h13

None

Critérios para emissão de alvarás também serão aprimorados

​A fiscalização realizada nos asilos de Campo Grande e a concessão de novos alvarás de funcionamento foram tema de reunião entre a Prefeitura, por meio do Secretário de Saúde do município, Marcelo Varela, e a promotora de Justiça dos Direitos da Pessoa Idosa Cristiane Barreto Nogueira Rizkallah, do MPE-MS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), na tarde de terça-feira (30).

Conforme a promotora, existem instituições na Capital que não atendem os requisitos básicos para obter a licença de funcionamento e de bem-estar do idoso, como, por exemplo, o direto ao respeito, à intimidade, à privacidade, à autonomia, ao cuidado e à saúde.

Na ocasião, a promotora afirmou que, entre as exigências que mais são desrespeitadas, estão a falta de acessibilidade, recursos humanos, além da alimentação balanceada.

Da reunião, ficou decidido que serão realizadas inspeções periódicas em todas as instituições da Capital, para assegurar a garantia da assistência prestada à pessoa idosa, e também, que não serão expedidos novos alvarás a casas de repouso que não estiverem de acordo com as exigências da vigilância sanitária

(Com informações da Prefeitura)

Jornal Midiamax