Cotidiano

MS-338 passa por recuperação e Estado prevê restabelecer tráfego em até 10 dias

Pista estava totalmente interditada desde o dia 10 de janeiro

Raiane Carneiro Publicado em 22/01/2018, às 16h37

None

Pista estava totalmente interditada desde o dia 10 de janeiro

A empresa contratada pela Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) iniciou na manhã desta segunda-feira (22), os reparos no trecho da MS-338, a 21 quilômetros de distância de Santa Rita do Pardo, que desmoronou no dia 2 de janeiro. Está sendo construída a base dos bueiros que serão repostos na área. A previsão é de até 10 dias, se não houver chuvas.

De acordo com a Agesul, para normalizar o trânsito, a previsão é de reconstrução da via em até 10 dias, contando com um clima favorável. Após o desmoronamento, os condutores estão utilizando um desvio feito provisoriamente pela agência, ao lado do local destruído e onde uma rampa permite o acesso de veículos, um por vez.

Em visita ao local na semana passada, o secretário adjunto de Infraestrutura, Helianey Silva, já havia confirmado assim que o tempo colaborasse os trabalhos de recuperação do trecho teriam início, a fim de minimizar os transtornos causados aos usuários do trecho na região.

Recuperação

A MS-338, que já estava parcialmente interditada desde 2 de janeiro, foi totalmente bloqueada para tráfego de veículos no dia 10, quando houve o rompimento completo das galerias pluviais que ainda seguravam parte da pista. A empresa contratada pelo governo do Estado vinha fazendo o monitoramento da pista e já havia realizado um desvio.MS-338 passa por recuperação e Estado prevê restabelecer tráfego em até 10 dias

A pista está passando por trabalhos de recapeamento em 60,2 km de extensão. O investimento feito na obra é de R$ 43,6 milhões do governo do Estado. Com a atual restauração, a pista também receberá um sistema de drenagem reforçado em alguns pontos, o qual já foi previsto à época da realização do projeto executivo de recapeamento.

Jornal Midiamax