Cotidiano

Governo vai premiar militantes travestis e transexuais por ativismo LGBT em MS

serão entregues 25 prêmios a representantes de 9 cidades 

Clayton Neves Publicado em 23/01/2018, às 21h53

None

serão entregues 25 prêmios a representantes de 9 cidades 

O Governo do Estado vai vai premiar pessoas travestis e transexuais que se destacaram pela militância na causa LGBT em Mato Grosso do Sul. O prêmio ‘Direitos Humanos e Cidadania’ é uma proposição da instituição Mescla-MS (Movimento de Estudo de Sexualidade, Cultura e Liberdade e Ativismo de Mato Grosso do Sul) em parceria com a Subsecretaria Estadual de Políticas Públicas LGBT.

Ao todo, serão entregues 25 prêmios a representantes das cidades de Aquidauana, Anastácio, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Dourados, Nova Alvorada do Sul, Três lagoas e Ladário. Entre os homenageados estão artistas, militantes, ativistas, empresários, lideranças, misses, professores, funcionários públicos, policiais e líderes partidários.

De acordo com Frank Rossatte, sub-secretário estadual LGBT, a premiação faz alusão ao Dia Nacional da Visibilidade Trans, comemorado em 29 de janeiro. O dia, criado pelo Ministério da Saúde, veio após a elaboração da campanha ‘Travesti e Respeito’ no ano no ano de 2004.Governo vai premiar militantes travestis e transexuais por ativismo LGBT em MS

“Pessoas trans estão mais expostas ao preconceito e por isso compõem a comissão de frente quando o assunto é a busca por igualdade. O ativismo e a militância fazem parte da vida desses cidadãos desde o nascimento, ainda que seja em silêncio”, afirma.

A cerimônia de premiação acontece na próxima segunda-feira (29), a partir das 18 horas, no Museu da Imagem e do Som, localizado na Avenida Fernando Correa da Costa, 559, no Centro de Campo Grande.

Jornal Midiamax