Cotidiano

Governo quer atender 50 mil pessoas com Caravana da Saúde no Ayrton Senna

Prefeito foi ao MP-MS para conseguir autorização para evento

Joaquim Padilha Publicado em 20/06/2018, às 10h31 - Atualizado às 10h33

None

O Parque Ayrton Senna deve sedir a próxima etapa da Caravana da Saúde, em um evento em que se espera que sejam atendidas 50 mil pessoas. A Prefeitura tenta, com apoio do Corpo de Bombeiros, viabilizar a execução do evento junto ao MP-MS (Ministério Público Estadual).

Nesta quarta-feira (20), o prefeito Marquinhos Trad (PSD) foi à 34ª Promotoria de Justiça para entregar laudos de vistorias do Corpo de Bombeiros e da Vigilância Sanitária para liberação do espaço para realização da Caravana. A solicitação para execução do evento no local partiu do governo do Estado.

Por se tratar de evento fora das “atividades-fins” do Parque, a Prefeitura precisa de apoio do Corpo de Bombeiros na realização da Caravana, conforme estabelecido em um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) entre o município e o MP-MS para manter as boas condições do espaço.

Os laudos foram entregues ao promotor de Justiça Luiz Antônio Freitas de Almeida, responsável pela Promotoria do Meio Ambiente. De acordo com o prefeito, a Caravana está programada para passar pelo Parque entre os dias 23 de junho e 6 de julho.

Segundo o tenente-coronel, Waldemir Moreira Júnior, o Corpo de Bombeiros já converou com o Governo do Estado sobre a realização do evento, e está sendo montada uma “mega estrutura”. “Nunca vi nada igual”, disse o tenente dos Bombeiros.

Ainda de acordo com o tenente-coronel, os Bombeiros irão vistoriar o parque no próximo dia 22, um dia antes da Caravana. Além do prefeito, esteve presente na Promotoria também o diretor-presidente da Funesp (Fundação Municipal do Esporte), Rodrigo Terra.

Jornal Midiamax