Cotidiano

Após morte de idoso, crise de vagas continua e vítimas de AVC aguardam há 2 dias em UPA

Um idoso de 88 anos espera para ser transferido para algum hospital em Campo Grande após sofrer AVC (Acidente Vascular Cerebral) e ficar na UPA Tiradentes. A família de Luiz Gonzaga da Silva agora teme que vaga seja disponibilizada tardiamente. Conforme a neta de Luiz, Luciana Martins, de 38 anos, a situação é desesperadora. “A […]

Mariane Chianezi Publicado em 05/06/2018, às 18h44 - Atualizado em 06/06/2018, às 11h13

Foto: Arquivo
Foto: Arquivo - Foto: Arquivo

Um idoso de 88 anos espera para ser transferido para algum hospital em Campo Grande após sofrer AVC (Acidente Vascular Cerebral) e ficar na UPA Tiradentes. A família de Luiz Gonzaga da Silva agora teme que vaga seja disponibilizada tardiamente.

Conforme a neta de Luiz, Luciana Martins, de 38 anos, a situação é desesperadora. “A gente se revolta. Está um estado precário lá. Ele já tem uma saúde bem debilitada e precisa ir logo para um hospital”, disse à reportagem.

Ainda conforme a dona de casa, o avô aguarda há um dia para ser transferido, enquanto tem outro paciente, também idoso, que está esperando há dois dias para conseguir ser internado em um hospital público.

“O outro idoso é ainda mais sério, ele está entubado. O posto fala que está fazendo o que pode, mas tem que esperar a vaga sair no hospital”, comentou Luciana.

Luiz, que mora com a esposa, de 78 anos, precisa ir direto para o posto, pois no ano passado teria feito uma cirurgia no estômago e também já havia sofrido outro AVC anteriormente. “Ele não anda mais e direto tem que ir [para o posto]. Ele toma muitos remédios e estamos revezando para ficar com ele lá” afirmou.

A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), disse que iria verificar a situação dos pacientes na unidade de saúde, mas adiantou que depende das disponibilidades dos hospitais para que o paciente seja transferido. “Vamos verificar se há alguma disponibilidade de transferência”, informou Sesau através da assessoria de imprensa.

Jornal Midiamax