Cotidiano

Em greve, trabalhadores dos Correios de Corumbá pedem melhores condições de trabalho

Funcionários dos Correios de Corumbá paralisaram as atividades nesta terça-feira (30). A justificativa de acordo com a equipe, é a da falta de estrutura e más condições de trabalho. Segundo o sindicato da categoria, os funcionários comunicaram à superintendência estadual da ECT sobre a situação da unidade, mas não tiveram retorno. Após três tentativas de […]

Cleber Rabelo Publicado em 30/10/2018, às 16h49

Foto: Divulgação/Sindect-MS
Foto: Divulgação/Sindect-MS - Foto: Divulgação/Sindect-MS

Funcionários dos Correios de Corumbá paralisaram as atividades nesta terça-feira (30). A justificativa de acordo com a equipe, é a da falta de estrutura e más condições de trabalho.

Segundo o sindicato da categoria, os funcionários comunicaram à superintendência estadual da ECT sobre a situação da unidade, mas não tiveram retorno. Após três tentativas de contato, os funcionários realizaram uma assembleia e decidiram sobre a paralisação.

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores nos Correios de Mato Grosso do Sul (Sindect-MS) afirmou em nota, que a situação é extrema. “Não existem funcionários suficientes, nem veículos para o volume de entrega em Corumbá. As encomendas atrasam e a culpa é jogada no carteiro, no atendente. Os principais prejudicados com esta situação são os usuários e os trabalhadores”, reclama.

Os funcionários distribuíram carta aberta à população de Corumbá, para explicar a situação. O sindicato aguarda posicionamento da direção da empresa.

Jornal Midiamax