Cotidiano

Campo Grande vai amanhecer sem nenhum posto para abastecer, diz Sinpetro

O Sinpetro MS (Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Lubrificantes e Lojas de Conveniência de Mato Grosso do Sul) afirmou que, caso não haja uma mudança drástica no cenário da greve dos caminhoneiros, nenhum posto vai atender neste sábado (26). Na tarde desta sexta-feira (25), por volta das 16h, levantamento apontava que, dos 150 postos de combustíveis, apenas […]

Mariane Chianezi Publicado em 25/05/2018, às 17h02 - Atualizado às 17h22

Foto: Henrique Kawaminami
Foto: Henrique Kawaminami - Foto: Henrique Kawaminami

O Sinpetro MS (Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Lubrificantes e Lojas de Conveniência de Mato Grosso do Sul) afirmou que, caso não haja uma mudança drástica no cenário da greve dos caminhoneiros, nenhum posto vai atender neste sábado (26).

Na tarde desta sexta-feira (25), por volta das 16h, levantamento apontava que, dos 150 postos de combustíveis, apenas cinco ainda estavam abastecendo em Campo Grande. Devido ao esgotamento de combustível nos estabelecimentos, neste sábado (26) campo-grandenses não conseguirão mais abastecer. “Do jeito que está, Campo Grande vai amanhecer sem nenhum posto para abastecer”, afirmou Edison Lazarotto ao Jornal Midiamax.

Garantindo o seu

Nesta sexta-feira (25), os moradores fizeram uma verdadeira corrida contra o tempo para garantir o combustível do final de semana pelo menos, pois conforme lideranças dos caminhoneiros, a greve não há previsão para se encerrar.

Pela manhã, dos 150 postos, apenas 20 seguiam atendendo os moradores. O cenário mudou em poucas horas, quando a procura ficou intensa e tudo se esgotou rapidamente.

Até mesmo o etanol, que estava encalhado nas bombas, foi opção aos moradores.

Confira as filas quilométricas que a população enfrentou nesta sexta-feira (25):

Jornal Midiamax