Cotidiano

Santa Casa afirma que salários foram depositados, mas paralisação continua

Pagamento ainda não caiu na conta dos trabalhadores

Midiamax Publicado em 10/08/2017, às 12h23

None

Pagamento ainda não caiu na conta dos trabalhadores

Assessoria de comunicação da Santa Casa de Misericórdia de Campo Grande confirmou recebimento de R$ 13 milhões repassados pelo governo do Estado e Prefeitura, no entanto, o pagamento ainda não foi confirmado pelos trabalhadores, que mantêm a paralisação. 

Conforme as informações, o recurso foi depositado no fim da tarde dessa quarta-feira (9) e nesta quinta-feira (10), o hospital autorizou o pagamento dos funcionários.

O diretor financeiro do  Siems (Sindicato dos Trabalhadores na Área de Enfermagem de Mato Grosso do Sul), Sebastian Rojas, ressalta que o pagamento ainda não foi confirmado pelos trabalhadores.

Nesta manhã, cerca de 70  WhatsApp Midiamaxfuncionários de enfermagem da Santa Casa se reuniram e seguiram, em um ônibus disponibilizado pelo Sindicato , em direção à Câmara de Vereadores. 

O objetivo, segundo representantes sindicais, é pedir apoio dos parlamentares em relação aos constantes atrasos no repasse oriundos do Ministério da Saúde, governo do Estado e Prefeitura.

Na última terça-feira (8), funcionários da enfermagem e do setor administrativo da Santa Casa paralisaram as atividades por falta de pagamento.

Na ocasião, a assessoria de comunicação do hospital justificou que não recebeu o repasse mensal de aproximadamente R$ 20,3 milhões e que por esta razão não tinha condições de pagar os trabalhadores.

Nesta quinta-feira, a assessoria de comunicação da Santa Casa confirmou que recebeu R$ 13 milhões. Segundo as informações, o salário dos funcionários foi depositado e ainda hoje estará disponível na conta bancária dos trabalhadores. Santa Casa afirma que salários foram depositados, mas paralisação continua

De acordo com a assessoria de comunicação da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública) o governo do Estado repassou 2,570 milhões do repasse referente a junho – que deveria ser depositado em julho – e R$ 2,070 milhões previstos para este mês.

O restante do total de R$ 13 milhões depositados para a Santa Casa foi efetuado com recursos do Município, que deve repassar cerca de R$ 4,7 milhões mensais ao hospital.

A liberação do recurso só foi disponível depois de que a Prefeitura e o hospital assinaram contrato aditivo com validade de 60 dias. A Prefeitura ainda espera cerca de R$ 13 milhões referentes ao Ministério da Saúde, que tem entre os dias 12 e 18 para realizar o pagamento. 

Jornal Midiamax