Cotidiano

Região das Moreninhas terá shopping com capacidade para 124 lojas

Para fomentar a economia da Capital

Diego Alves Publicado em 08/02/2017, às 02h28

None
dsc_0670-768x432.jpg

Para fomentar a economia da Capital

Com capacidade para comportar 124 lojas, o Shopping das Moreninhas será realidade em Campo Grande, de acordo com a prefeitura. O empreendimento, que pretende fomentar a economia da Capital, foi apresentado nesta terça-feira (7) para o prefeito Marquinhos Trad. Além da geração de novos empregos, o projeto contemplará uma parcela da população que reside fora do perímetro da região central.

O projeto inicial denomina o shopping de ‘Plaza Moreninhas’ e será executado em quatro etapas. “Já desenvolvemos o projeto de marketing e arquitetura do shopping. Estamos na fase burocrática, buscando as licenças e documentação necessárias para lançar oficialmente o empreendimento”, detalhou um dos responsáveis pelo projeto, Patrick Gontier, que integra o grupo paulista Ícone Costa Hirota. Ele veio acompanhado do empresário José Luis Hirota.

O empreendimento deve abrigar novas lojas âncoras e um supermercado, para atender de imediato à necessidade de crescimento na região. O proprietário do terreno, localizado na Moreninha 2, Anagildes Caetano, adiantou que tem o compromisso do Governo do Estado para estruturar a Avenida Equipe Senna e fazer dela uma via alternativa para acesso ao shopping.

O lançamento oficial do Plaza Moreninhas deve ocorrer no segundo semestre deste ano. A partir daí, o prazo previsto para execução de todas as etapas, até a inauguração do shopping, é de 42 meses.

Líder do prefeito na Câmara Municipal, o vereador Chiquinho Teles, que participou da reunião, comemorou a vinda do shopping para as Moreninhas.

“Sempre digo que a Moreninha é uma cidade dentro da outra. São mais de 100 mil habitantes nas quatro Moreninhas, sem contar com as famílias que vivem nos parcelamentos e bairros do entorno, como o Nova Jerusalém, Canguru, Paulo Coelho, Cidade Morena… Ali existe uma população que precisa de um olhar especial e do desenvolvimento. Sem contar com os empregos que esse shopping vai gerar, desde a sua construção, como também depois desse processo, com as lojas, restaurantes e demais empreendimentos instalados ali”, ponderou o vereador.

A reunião, que aconteceu no gabinete do prefeito, contou com a participação dos secretários Antônio Lacerda (Segov), Pedro Pedrossian Neto (Finanças), Berenice Jacob (Planurb); além da coordenadora especial da Unidade de Projetos, Catiana Sabadin.

Jornal Midiamax