Cotidiano

Prefeitura classifica seis unidades de saúde como de difícil acesso

Servidores das unidades receberão gratificação de até 60%

Joaquim Padilha Publicado em 12/07/2017, às 10h16

None

Servidores das unidades receberão gratificação de até 60%

A Prefeitura de Campo Grande divulgou nesta terça-feira (11), em um decreto publicado em edição extra do Diogrande, as unidades da rede de saúde municipal classificadas como de difícil acesso.

Foram classificadas como de difícil acesso seis unidades de saúde, sendo três delas no grupo A: as UBSF’s (Unidades Básicas de Saúde da Família) do distrito de Rochedinho, Anhanduí e de Aguão.

Já no grupo B da classificação de difícil acesso foram incluídas as UBS’s (Unidades Básicas de Saúde) do Indubrasil e da Família Três Barras, além da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do bairro Santa Mônica.

Segundo o decreto, os profissionais lotados em unidades de saúde classificadas como de difícil acesso do grupo A receberão gratificação de mais 60% do vencimento do cargo, enquanto os do grupo B receberão mais 50%.Prefeitura classifica seis unidades de saúde como de difícil acesso

Não farão jus à gratificação por difícil acesso aqueles servidores que residirem a menos de 15 km da unidade de lotação. É necessário que o funcionário requisite o benefício, apresentando comprovante de residência e cópia do último contracheque.

O decreto publicado no Diogrande foi assinado pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD) e pelo secretário Municipal de Saúde, Marcelo Vilela.

Jornal Midiamax