Cotidiano

Paciente psiquiátrico que sumiu depois de ser liberado de UPA é encontrado

Homem foi acolhido por donos de hotel

Midiamax Publicado em 10/05/2017, às 12h30

None
desaparecido-sebastiao_-.jpg

Homem foi acolhido por donos de hotel

Sebastião Ferreira do Nascimento, de 55 anos, que desapareceu depois de receber alta médica da  UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Moreninhas, em Campo Grande, voltou para casa na noite dessa terça-feira (9). Ele estava desaparecido desde o último domingo (7).

Valdevir, irmão do paciente, diz que Nascimento tem problemas psiquiátricos e não poderia ser liberado sem que a família fosse informada. “Deixei meu telefone e avisei que ele tinha problemas mentais e eles me disseram que me ligariam, mas ninguém ligou”, afirma.

Nascimento ficou desaparecido por dois dias até ser acolhido por donos de um Hotel próximo do Hospital Universitário, onde de acordo com a família, chegou a tomar banho, trocar de roupa e ser alimentado.

“Ele ficava andando aqui na frente. Vimos que ele estava perdido, sem saber voltar para casa. Minha esposa tirou uma foto e publicou no Facebook e depois vieram buscá-lo”, diz o dono do hotel, que preferiu não se identificar.

Nilo Júnior, dono da chácara onde Nascimento mora com o irmão, diz que o policial que registrou o boletim de ocorrência sobre o desaparecimento viu a foto publicada no Facebook e informou o paradeiro de Nascimento.

“O policial é meu conhecido. Ele me ligou e disse que tinha visto uma publicação no Facebook e que parecia se tratar do Sebastião. Então fui até lá para confirmar”, relata.

Ontem a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), disse que em casos de atendimento a pacientes psiquiátricos os familiares devem ser acionados antes da liberação do paciente. 

Valdevir garante que não foi informado sobre a liberação do irmão e diz que vai entrar com ação judicial contra a Sesau.

“Liberaram sem avisar nada e depois que souberam que ele estava desaparecido, ninguém ligou para saber se ele foi encontrado. Vou entrar com um processo em cima deles porque isso não pode ficar assim. Cadê a responsabilidade desse hospital?, questiona. 

Nascimento voltou para casa por volta das 21 horas de ontem. Conforme as informações, ele está desorientado e não informou detalhes sobre o tempo em que ficou desaparecido. 

Jornal Midiamax