Cotidiano

Nem grade e fechamento à noite ‘salvam’ e Ary Coelho está ‘esquecida’

Chafariz está desativado

Raiane Carneiro Publicado em 06/06/2017, às 17h20

None

Chafariz está desativado

​Ponto turístico e velha conhecida dos campo-grandenses, a Praça Ary Coelho parece que foi ‘esquecida’ há algum tempo. Seis anos depois da reforma de R$ 2 milhões, que incluiu cercamento do espaço público, o cenário no local gera reclamações 

A primeira coisaa que se nota é o chafariz desativado. A fonte está parada e seca. José Aldo Sobrinho, 88 anos, é vendedor de sorvetes na praça há mais de dez anos e contou que faz tempo que o chafariz está assim. “Está quebrada faz hora. Faz hora que o motor tá parado”, repete o vendedor.Nem grade e fechamento à noite ‘salvam’ e Ary Coelho está 'esquecida'

Segundo ele, o banheiro foi alvo de depredação e que no sanitário masculino, somente um vaso sanitário funciona. Dentro do banheiro, os três dos quatro vasos estão ‘interditados’. No banheiro feminino, a situação não é diferente. Três estão sem funcionar e o único que funciona não tem porta. 

Na academia ao ar livre, alguns aparelhos estão incompletos. Nos aparelhos elípticos, um deles não tem o apoio do lado esquerdo. Nas cadeiras com pedais, faltam partes. 

Sentada nos bancos do parquinho da praça, esperando pelo filho, dona Janete Paes, 62 anos,  disse que passa sempre por lá e que não gosta do que vê. “Aqui tá meio esquecido. Deveria ter uma atenção maior porque aqui é uma área de lazer. Muitas pessoas passam por aqui e esperam para ir pra casa ou para ir trabalhar” explicou.

Ela citou o problema dos banheiros e disse que já ouviu mães reclamando do parquinho por ter poucos brinquedos. No local, inclusive, não tem a gangorra e um outro brinquedo está sem os dois apoios. 

A assessoria de imprensa da prefeitura informou que o espelho da água passará por uma manutenção, mas o chafariz não tem data para voltar a funcionar porque o equipamento de jato de água está estragado e não há previsão de reparo. Sobre os banheiros,  troca das instalações depredadas deve ser feita ainda nesta semana. Não foi informado sobre a academia e o parquinho da praça.

Reforma 
Ao longo da sua história, a Praça Ary Coelho já passou por 16 reformas de revitalização. A última aconteceu em 2011 e teve como principais modificações o coreto novo, o sistema de luz e sonorização do chafariz e a maior das mudanças, a instalação das grades ao redor da praça além do fechamento do local à noite. A praça passou a ser cercado por motivos de segurança e a fechar de noite, mas ao que tudo indica, não foi o suficiente para mantê-la intacta. 

O custo da obra para os cofres públicos na época foi de R$ 2,1 milhões e a assinatura da ordem de serviços da emblemática praça integrou até mesmo o calendário festivo dos 112 anos da Capital. Após um ano inteiro de reformas, a praça foi reaberta no dia 22 de setembro de 2012.

Jornal Midiamax