Cotidiano

Contrato com preço abaixo do mercado atrai empresários para golpe de proteção ao crédito

Empresas de Dourados e Campo Grande foram vítimas

Mariana Lopes Publicado em 30/11/2017, às 16h03

None

Empresas de Dourados e Campo Grande foram vítimas

Mais de 40 empresas de Mato Grosso do Sul foram vítimas de golpe que “vende” serviço de proteção ao crédito. Os falsos contratos assinados foram identificados pela CDL (Câmara dos Dirigentes Lojistas) de Dourados, que faz o alerta aos empresários da região.

Segundo com o gerente da CDL de Dourados, Igor Daniel Ferreira, empresas do Paraná e de Minas Gerais teriam oferecido um pacote de proteção ao crédito a um valor bem abaixo do mercado. “O empresário assina um contrato comprando o serviço, paga o valor e ainda instala um sistema no computador que pode facilitar o acesso a informações da empresa”, explica.

O golpe foi descoberto após investigação do CDL, na qual identificou empresários que teriam dito que receberam uma proposta melhor de outro representante, conforme conta o gerente da CDL.

Ainda de acordo com Igor, os três bancos de dados de analise a proteção ao crédito que atende o Estado são SPC Brasil, Serasa e Boa Vista, representados, respectivamente, pela CDL, Cenin e Associação Comercial. “Quem quiser contratar o serviço de proteção ao crédito deve entrar em contato somente com essas instituições, o resto é fraude ou golpe”, alerta.

Os casos estão sendo levantados pela CDL para serem repassados à polícia.Quem tiver qualquer dúvida ou queira fazer alguma denúncia, deve entrar em contato com a instituição pelo número (67) 3422-9261.

Jornal Midiamax