Cotidiano

Chuva alaga rua e destaca problema de 10 anos no Cristo Redentor

Moradores dizem que desistiram de cobrar solução

Midiamax Publicado em 29/01/2017, às 17h15

None
rua_alagada_-_whatsapp_midiamax.jpg

Moradores dizem que desistiram de cobrar solução

Chuvas que têm atingido Campo Grande na última semana destacam o problema de alagamento que há uma década preocupa moradores na Rua Francisco Galvão Paim, no Bairro Cristo Redentor, na região do Tiradentes em Campo Grande.

Guiomar Rodrigues, de 41 anos, mora no local há 10. Ela garante que os alagamentos são comuns em período de chuva e que atrapalham a rotina dos moradores. "Sempre foi assim. É só chover que alaga tudo. Dependendo da chuva não conseguimos nem sair de casa", afirma.

De acordo com a moradora, duas linhas de ônibus passam pelo local, a 522, – que faz o trajeto Rita Vieira/Cristo Redentor  – e 102, que vai do Guaicurus ao Hércules Maymone. Ela diz que os veículos passam e jogam lama dentro da casas. "É muito ruim, entra lama dentro das casas e suja tudo", relata.

Segundo as informações, a situação já foi informada à Prefeitura, mas nenhuma providência foi adotada. "Moro aqui há 10 anos. Eu e os vizinhos já cansamos de reclamar e ninguém faz nada. Já desistimos", lamenta.  

Situação semelhante –

No último dia 19, moradores da Avenida Oito, na Nova Campo Grande, brincaram com a situação. Dois adultos e três crianças foram flagradas passeando de barco durante a chuva. O passeio foi registrado por outros moradores e a imagem circulou em grupos de WhatsApp.

Neste domingo a equipe de reportagem do Jornal Midiamax encaminhou email para a assessoria de comunicação da Prefeitura de Campo Grande, para saber quais providências serão adotadas a respeito do problema de alagamento, mas não há expediente ao domingo e o retorno deve ser enviado nesta segunda-feira (30). 

Jornal Midiamax