Cotidiano

Censo Agropecuário começa neste domingo e visitará 5 milhões de estabelecimentos

Em Mato Grosso do Sul 660 profissionais vão levantar os dados

Evelin Cáceres Publicado em 01/10/2017, às 12h27

None

Em Mato Grosso do Sul 660 profissionais vão levantar os dados

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) vai a campo para identificar e conhecer as características e a produção dos estabelecimentos agropecuários do Brasil. A pesquisa para o Censo Agropecuário, Florestal e Aquícola 2017 começa neste domingo (1º de outubro) e visitará mais de cinco milhões de estabelecimentos até fevereiro de 2018, de acordo com informações da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead).

De acordo com a secretaria, serão cerca de 19 mil recenseadores percorrendo todo o território brasileiro para coleta de dados nos 5.570 municípios. Em Mato Grosso do Sul 660 profissionais, sendo 110 concursados e 550 temporários, vão levantar os dados no Estado sobre o que é movimentado no Estado em relação ao agronegócio. A pesquisa trará informações sobre a produção, equipamentos usados, localização, entre outros pontos.

A coleta de dados será realizada nos estabelecimentos agropecuários no território nacional, o que abrange unidades de produção ou exploração dedicada, total ou parcialmente, atividades agropecuárias, florestais e aquícolas, independentemente do tamanho e forma jurídica.

O IBGE incentiva que os agricultores recebam as equipes do Censo. “Eles precisam se fazer visíveis. A gente sabe que os agricultores familiares são responsáveis por uma parcela muito significativa da produção de alimentos e o Censo é uma forma de afirmar isso”, diz o coordenador técnico do Censo Agro no Distrito Federal, João Carlos de Lima.

A secretaria informou ainda que os recenseadores estarão devidamente uniformizados, portando crachá e o Dispositivo Móvel de Coleta (DMC).

Mato Grosso do Sul

O IBGE divulgou nesta semana a pesquisa de Produção Pecuária Municipal de 2016. A publicação reúne os dados de todos os municípios do Brasil.

Em Mato Grosso do Sul, o efetivo de bovinos chegou a 21,8 milhões de cabeças, um crescimento de 2,07% em relação a 2015. Com essa produção, o Estado se mantém na quarta colocação nacional entre os maiores rebanhos.

De acordo com a pesquisa, o município de Corumbá, detém o maior rebanho bovino do Estado e 2° maior do País, com 1,8 milhão de cabeças. Em seguida, Ribas do Rio Pardo, com o 3° maior rebanho bovino do País.

Jornal Midiamax